Homem é preso com arma de fogo, após ser identificado durante furto de cigarros em comércio de São Tomé

Nesta última sexta-feira (05), por volta das 14h30, policiais militares foram informados sobre um furto ocorrido em um estabelecimento comercial no município de São Tomé.

Desse modo, tão logo após o recebimento da informação, foram iniciadas as diligências, sendo colhidas imagens de câmeras de monitoramento, instante que imediatamente foi identificado o suspeito, tratando-se de um cidadão de 26 anos, conhecido do meio policial devido sua extensa ficha criminal, principalmente pelo cometimento de delitos desta natureza.

Diante do exposto, os policiais foram até a Rua Mario Pedrali, moradia do cidadão, local onde o mesmo foi abordado. Após ser submetido a busca pessoal, nada de ilícito foi localizado. Ao ser questionado sobre a autoria do furto, inicialmente negou. Entretanto, no chão, ao lado do sofá, foram encontrados maços de cigarro idênticos aos citados pela vítima, fato que contrapôs a sua versão.

Em continuidade a revista, no sofá, embaixo de um cobertor, foi localizado 01 revólver da marca Taurus, calibre .38, com 05 (cinco) munições de marca Winchester, todas intactas. Assim, ao perguntarem sobre o armamento, ele informou que teria encontrado na Praça Central de São Tomé. Findadas as diligências, nada mais de ilegal foi encontrado na residência.

O homem recebeu a voz de prisão, sendo encaminhado, juntamente com os maços de cigarro, arma de fogo e munições, para a Delegacia de Polícia de Cianorte, onde permanece preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e furto.

MANDADO DE PRISÃO

Por volta das 22h desta última sexta-feira (05), a equipe RPA (Rádio Patrulha Auto) foi acionada e compareceu a Rua Jade, Jardim Santa Mônica, onde a solicitante informava que seu marido, teria chegado em casa embriagado, agressivo e ameaçando a integridade física dos familiares.

No local foi abordado o denunciado, sendo que após a abordagem e resolução da ocorrência sem que a vítima desejasse representar contra o esposo, ao identificá-lo, verificou-se existir contra ele um Mandado de Prisão em aberto, expedido pela Vara de Execução em Meio Fechado e Semiaberto de Apucarana.

Diante dos fatos, foi dada a voz de prisão, sendo conduzido a UPA para exames de praxe e posteriormente entregue a DEPEN, para as medidas cabíveis.

Fonte: Comunicação Social da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse