Governo trabalha para fortalecer o cooperativismo

O governador Carlos Massa Ratinho Junior afirmou nesta terça-feira (23), durante a abertura da AveSui Eurotier South America 2019, em Medianeira, que o Estado prepara as bases logísticas para facilitar ainda mais o desenvolvimento do cooperativismo no Paraná, que já é referência para o agronegócio brasileiro. O evento acontece durante essa semana na sede da cooperativa Lar e destaca os avanços nos setores de aves e suínos, que ajudaram a transformar o Estado em um grande polo produtor de proteína animal do País.

Ratinho Junior disse que o cooperativismo é o grande responsável pelos números do setor, que dobra de tamanho a cada dez anos no Paraná. “Todos sabemos da força do cooperativismo, que tem ajudado o Estado a ser o grande protagonista na produção de proteína animal para o mundo”, disse.

Ele acrescentou que o Governo tem função de criar um ambiente para que cooperativas continuem crescendo, gerando mais empregos e riqueza no Estado. “Esse evento internacional fortalece o cooperativismo como um todo, do pequeno agricultor que precisa de novas tecnologias para ser mais eficiente até a grande industrialização”, destacou.

O AveSui tem como finalidade apresentar novas discussões, equipamentos e inovações, além de fomentar ainda mais as cadeias de aves, suínos e a piscicultura. “O Paraná vem se consolidando como maior produtor de proteína animal do País, na pecuária e piscicultura. E o Oeste é a grande referência estadual. Queremos fazer com que todo esse conhecimento possa avançar para outras regiões, gerando emprego e renda”, completou o governador.

INVESTIMENTOS

A região deve ser foco de investimentos bilionários em produção animal nos próximos anos. O Oeste está contemplado dentro de um pacote de R$ 2,5 bilhões, que ainda será oficializado, para ampliações, novas unidades agropecuárias e fabris, além de pontes, melhorias em aeroportos e estradas na região, numa parceria entre cooperativas, empresas e o Governo do Estado.

Todos os investimentos têm início ao longo de 2019 e visam atender o aumento do consumo de proteína animal ao redor do mundo, especialmente na Ásia, América Latina, África e Europa nos próximos 30 anos.

PRODUTIVIDADE

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Noberto Ortigara, que também participou da abertura, disse que a capacidade produtiva das cooperativas paranaenses está diretamente ligada ao sucesso do modelos nos mercados nacional e internacional. “O Paraná se tornou o principal polo produtor de carnes do Brasil, e vai liderar o processo da suinocultura nos próximos cinco ou seis anos”.

Ele destacou que o Estado também investe pesado na piscicultura e está modernizando a pecuária bovina de corte. “Também somos uma das mecas do leite do Brasil, agora temos que processar, agregar valor e abrir mercado”, afirmou o secretário.

Ortigara disse ainda que a AveSui, com sedes rotativas, é um marco para o Oeste porque coroa um esforço coletivo. “Os maiores interessados são aqueles que criam e que processam, e o Governo tem que dar condições para isso. Vamos cuidar bem do solo e da água, ser competente para ser mais competitivo.”

A FEIRA

A AveSui Eurotier South America completa 18 anos em 2019 como referência na América Latina para os setores de aves, suínos, peixes e leite. A feira deve reunir entre 23 e 25 de julho, em Medianeira, 13 mil visitantes. São 150 expositores em 10 mil metros quadrados de área, que receberão ainda mais de 40 palestras e painéis técnicos.

Em 2019, o evento é resultado da parceria entre a Gessulli Agribusiness, tradicional realizadora da AveSui América Latina, e a DLG (Deutsche Landwirtschafts Gesellschaft – Sociedade Agrícola Alemão), organizadora da EuroTier.

PRESENÇAS

Também participara no evento os deputados estaduais Coronel Lee e Marcel Micheletto; o diretor-presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Eduardo Bekin; o superintendente da Casa Civil, Gugu Bueno; e o vice-prefeito de Medianeira, José Vani Grassi (Neguinho), além dos presidentes, diretores e técnicos das maiores cooperativas paranaenses.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: