Governo promove soltura de peixes e plantio de árvores no Interior

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, promoveu no sábado e domingo (23 e 24) soltura de peixes, plantio de árvores e atividades de educação ambiental em municípios do Oeste e Noroeste do Paraná. Mais de 350 mil peixes foram soltos nos rios Piquiri, Ivaí e Paraná e 60 mil mudas de árvores foram plantadas.

As ações aconteceram em Campo Mourão, Formosa do Oeste, Quarto Centenário, Alto Paraíso e Porto Figueira e foram acompanhadas por alunos de escolas locais. A iniciativa fez parte do programa Educação Ambiental para Bacias Hidrográficas, lançado na última sexta-feira (22), em evento no Litoral do Paraná.

“O programa visa a preservação da vida aquática nas 16 bacias hidrográficas do Paraná, oferecendo melhores condições para seu desenvolvimento e, assim, garantindo água para todos”, explica o secretário do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes.

PROTOCOLOS

No lançamento do programa, em Guaratuba, no Litoral, foram realizadas várias exposições didáticas com a temática da água. Também foram assinados dois protocolos de intenção: um para operacionalização do Centro Paranaense de Produção de Organismos Marinhos (parceria com a Universidade Estadual do Paraná (Unespar) – Campus Paranaguá) e o outro para implantação da Base Náutica de Guaratuba, na modalidade de concessão.

“Queremos o Litoral do Paraná fortalecido e que seja uma grande porta de entrada para todo o turismo do Estado”, diz o secretário Nunes. Também foi lançado o Guia das Águas do Paraná, um guia que mostra pontos importantes de águas no Litoral e Interior do Estado para serem explorados como esporte náutico e turismo. A publicação é do Grupo Náutica, com apoio do Governo do Paraná.

SOLTURA DE PEIXES

No Interior, para repovoamento e preservação de espécies nativas nas bacias hidrográficas, foram realizadas solturas das espécies pacu, piaparas, curimbatá, dourado e lambari.

Na Usina Mourão, pertencente à Bacia Hidrográfica do Rio Ivaí, em Campo Mourão, foram soltos mais de 100 mil peixes. Na Ponte do Rio Piquiri (afluente do Rio Paraná), entre Formosa do Oeste e Quarto Centenário, foram soltos 250 mil peixes. E em Porto Figueira, margens do Rio Paraná, soltos 3 mil.

Os peixes foram doados pelo Instituto Terra e a ação contou com a parceria do Rotary Clube Campo Mourão, Sanepar, Copel, Simepar, Instituto das Águas do Paraná e Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

PLANTIO DE ÁRVORES

As árvores foram plantadas ao redor das bacias que receberam a soltura de peixes. Nos três dias de ação, foram plantadas, aproximadamente, 60 mudas.

A agenda das próximas ações será divulgada na página do Facebook da secretaria (www.facebook.com/desenvolvimentosustentaveleturismo).

PROGRAMA ÁGUA NO CAMPO ATENDE COMUNIDADES RURAIS

O tema escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em comemoração ao Dia Mundial da Água 2019 é Água para todos! Em referência a esse tema, o secretário do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, contextualiza o programa Água no Campo para comunidades rurais no Estado, desenvolvido pelo Instituto das Águas do Paraná, em parceria com as prefeituras.

O programa viabiliza a execução de obras para a melhoria da qualidade de vida da população paranaense. Pelo programa, o Governo do Estado perfura poços artesianos e instala equipamentos nas comunidades rurais. As prefeituras entram com a estrutura de distribuição da água.

Atualmente, estão sendo perfurados poços artesianos nos municípios de Roncador, Nova Prata do Iguaçu e Jaguariaíva. Novos poços estão previstos em outros municípios.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: