Governador sobrevoa Porto Maringá, que tem potencial para o turismo de água doce

A cidade de Marilena, no Noroeste do Estado, atenta à crescente demanda turística da região, impulsionada pelas belezas dos rios Paraná e Paranapanema e das áreas de preservação ambiental ao redor, quer asfaltar a ligação principal do Centro até o Porto Maringá, nas margens do Paranapanema. A Estrada Porto São José tem cerca de 10 quilômetros e é de terra.

Nesta última terça-feira (3/8), após agenda na região, o governador Carlos Massa Ratinho Junior fez um sobrevoo no local para entender o pedido da prefeitura. O projeto de pavimentação asfáltica da estrada é divido em dois trechos. O primeiro tem 3.120 metros e o segundo 7.080 metros.

“É um desejo de bastante tempo da região. É uma obra com investimento alto, passa de R$ 20 milhões, mas contamos com a parceria com a prefeitura para o projeto executivo. Com ele pronto, queremos criar um cronograma orçamentário para colocar a obra para rodar. A ideia é fomentar o turismo da região, que cresce cada vez mais”, disse o governador.

Localizado na divisa do Paraná com São Paulo, Porto Maringá é um local propício para a pesca e diversão. A exemplo do que ocorre nos vizinhos, como Porto Rico e São Pedro do Paraná, onde está localizado o Porto São José, a proposta é explorar o turismo local, com a construção de pousadas, restaurantes, marinas e condomínios. A infraestrutura é preponderante para esse projeto.

Segundo o prefeitura de Marilena, a zona portuária conta com 18 loteamentos e condomínios fechados, com 3.496 terrenos, o que significa que o asfalto pode potencializar a movimentação da economia local, a geração de emprego e o desenvolvimento sustentável.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Banner Edplants, Acesse