Garantir o envelhecimento saudável é prioridade no Paraná

A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu em 1991 o 1º de outubro como Dia Internacional do Idoso para sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento, dando ênfase à necessidade de proteção e de cuidados para com essa população. No Paraná, uma das prioridades assumidas pelo Governo do Estado é envelhecimento saudável, que consta no Plano Estadual da Saúde 2020-2023 como uma das premissas do governo.

O Estado busca criar condições para que a gestão pública dê suporte à população com mais de 60 anos. Em quatro décadas, o Paraná passou de 376.813 idosos para 1.712.479 em 2019, um número 4 vezes e meia maior. E as projeções indicam aumento intenso e contínuo deste segmento. Hoje, de cada 10 paranaenses, 1,5 tem mais de 60 anos. A previsão é que em 2050, três de cada 10 paranaenses sejam idosos.

Para enfrentar os desafios demográficos, o Paraná desenvolve estratégia inovadora, coordenada pela Atenção Primária em Saúde, centrada na pessoa e fundamentada na promoção e na manutenção da capacidade funcional dos idosos pela prevenção.

Para o secretário da Saúde, Beto Preto, o cuidado ao idoso é fundamental. “Nossa sociedade está envelhecendo gradualmente. É preciso promover ações, condições e suporte para que o cidadão tenha a sua velhice com qualidade de vida”, afirma ele.

PLANIFICASUS

O Paraná é um dos estados que participa do projeto-piloto PlanificaSUS com foco na Linha do Cuidado ao Idoso, proposta criada pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), com apoio do Ministério da Saúde, secretarias estaduais e municipais e executado pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

Em 2019 foram realizados workshops para aprimorar os conhecimentos e qualificar o atendimento voltado ao público idoso da 4ª Regional de Saúde, sediada em Irati. A proposta da gestão é expandir o Planifica SUS para todas as 22 Regionais de Saúde.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse