Fomento Paraná disponibiliza mais recursos e anuncia aumento de limites operacionais

A Fomento Paraná anunciou nesta última segunda-feira (28/06) novos limites operacionais para os empreendedores paranaenses. Em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e com o Ministério do Turismo, a instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado passa a financiar operações de capital de giro de até R$ 500 mil e operações de investimento de até R$ 1,5 milhão, podendo chegar a R$ 2 milhões com a composição investimento mais giro.

Projetos de investimento que se configurem como inovação podem ser financiados acima deste teto, conforme regramento da Finep. Desta forma, a Fomento atende empreendedores que necessitam de um valor maior de financiamento para investir no próprio negócio ou para as quitar as obrigações do dia a dia.

“Nosso objetivo é ajudar nas medidas de recuperação econômica do Governo do Paraná, seguindo a diretriz do governador Carlos Massa Ratinho Junior de investir os recursos do Estado na retomada econômica”, afirmou o diretor-prediente da Fomento Paraná, Heraldo Neves.

Com mais recursos disponibilizados para os empreendedores, a Fomento Paraná espera contribuir com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) estadual. “A expansão na oferta do crédito é mais um incentivo do Governo do Estado para que o empreendedor invista na sua empresa, colaborando com a geração de emprego e renda em todo o Paraná”, explicou Renato Maçaneiro, diretor de Operações do Setor Privado da instituição.

MAIS DINHEIRO E JURO REDUZIDO

Entre as fontes de recursos da Fomento Paraná utilizadas para financiar os empreendedores, o destaque é o repasse de recursos do BNDES. Pela primeira vez na história, a instituição paranaense utilizou todo o recurso disponibilizado pelo BNDES entre julho de 2020 e junho de 2021. Foram R$ 95 milhões contratados com empreendedores de todo o Paraná, com mais de 5 mil empreendedores beneficiados somente nesta modalidade no período.

Por isso, o BNDES disponibilizou mais recursos para a Fomento Paraná ofertar aos empreendedores paranaenses no período de julho de 2021 a junho de 2022. Serão R$ 123,9 milhões disponíveis para operações de capital de giro e investimentos com recursos da instituição nacional, um aumento de 30% comparativamente ao período anterior.

“É bastante significativo que tenhamos uma elevação tão considerável no dinheiro disponibilizado pelo BNDES para a Fomento Paraná. Mostra o quanto os empreendedores estão investindo e acreditando na recuperação econômica do Paraná”, celebrou Heraldo Neves.

O acesso para incluir uma proposta é diretamente pela plataforma do portal da Fomento Paraná ou por um dos correspondentes espalhados por mais de 300 municípios (Procure por um represente no seu município aqui).

As taxas de juros para capital de giro são a partir de 0,84% ao mês e as taxas para operações de investimento a partir 0,70% ao mês. Caso o empreendimento se enquadre nos critérios do Banco da Mulher Paranaense as taxas partem de 0,29% ao mês. No Programa Banco do Empreendedor as taxas partem de 0,52% ao mês. Nestas duas modalidades a atualização das taxas se dá pela Selic.

GARANTIAS

A Fomento Paraná é flexível em relação a garantias, aceitando desde garantias reais até garantias prestadas por fundos garantidores e/ou sociedades garantidoras de crédito (SGC). Saiba mais AQUI.

MICROCRÉDITO

O novo crédito se complementa à redução nas taxas de juros das operações de microcrédito (financiamentos de até R$ 20 mil) da Fomento Paraná, medida anunciada pelo governador Ratinho Junior. Com essa medida, o Banco da Mulher Paranaense passou a oferecer financiamentos a partir de 0,45% ao mês. No Banco do Empreendedor a menor taxa mensal passou a ser de 0,60% ao mês.

Para conseguir um microcrédito da Fomento Paraná o pequeno empreendedor deve procurar um dos agentes de crédito presentes em mais de 250 municípios, nas prefeituras municipais, na Sala do Empreendedor (Sebrae) ou nas Agências do Trabalhador.

Nos municípios onde a instituição não possui parcerias ativas, o empreendedor dispõe de uma plataforma digital para contratação de operações de microcrédito on-line. O acesso é feito diretamente pelo portal da instituição NESTE LINK.

RENEGOCIAÇÃO

Além de novos financiamentos, a Fomento Paraná segue aberta à possibilidade de renegociação de contratos de clientes que estejam com dificuldades para pagar ou com alguma parcela já em atraso.

Desde o início de junho, todas as solicitações de renegociações de contratos da Fomento Paraná estão dispensadas da apresentação das certidões de débitos estaduais, bem como da consulta ao Cadastro Informativo Estadual – Cadin.

Até 30 de junho, a instituição oferece condições especiais para renegociação de contratos de microcrédito, com 180 dias de carência para começar a pagar, isenção de tarifa, além de outras facilidades de renegociação.

Para renegociar um contrato, o cliente deve buscar as informações neste NESTE LINK.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Banner Edplants, Acesse