Estado reforça importância de exames preventivos para a mulher

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná aproveita o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher, comemorado nesta segunda-feira (28), para destacar a importância de fazer exames preventivos periodicamente. A data coincide com o mês de maio, voltado à Atenção Integral à Saúde da Mulher. Foto:/Arte: SESA

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná aproveita o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher, comemorado nesta segunda-feira (28), para destacar a importância de fazer exames preventivos periodicamente. A data coincide com o mês de maio, voltado à Atenção Integral à Saúde da Mulher.

O cuidado com a saúde deve fazer parte de todo o ciclo de vida da mulher. Desde a vacina contra o HPV no final da infância, passando pelos métodos contraceptivos para o planejamento familiar e os exames preventivos periódicos, como os de câncer de mama e colo do útero”, salienta o secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi.

Ele também menciona o papel do Sistema Único de Saúde (SUS). “Todos os serviços necessários para o cuidado com a saúde da mulher estão disponíveis gratuitamente pela rede pública. Além disso, também fazemos ações educativas durante o ano para que as mulheres não se esqueçam de buscar as unidades de saúde”, salienta.

No SUS Paraná são realizadas, em média, 350 mil mamografias e 675 mil exames preventivos de câncer do colo do útero ao ano. No entanto, o cuidado deve ser permanente. A mamografia, por exemplo, tem grande parte dos exames em mulheres fora da faixa etária prioritária, de 50 a 69 anos. No caso do preventivo de câncer do colo do útero, a idade recomendada é de 25 até 64 anos.

Dos casos de câncer de mama diagnosticados precocemente 95% evoluem para a cura. Já tivemos grandes avanços, como a redução de um ano para 14 dias entre o diagnóstico e o início do tratamento, porém, contamos com quem tem o papel principal nesta causa: a própria mulher, que deve sempre se lembrar do autocuidado”, diz o superintendente de Atenção à Saúde, Juliano Gevaerd.

Apesar do bom prognóstico, em 2017 ocorreram 919 mortes em decorrência do câncer de mama em mulheres no Paraná e 321 mortes por câncer do colo do útero. Estima-se que neste ano o Paraná registrará 3.730 novos casos de câncer de mama e 820 de câncer do colo do útero.

CELEBRAÇÃO

Para comemorar a data, a Secretaria de Estado da Saúde organizou o evento Viva Mulher, que deverá contar com a presença da governadora Cida Borghetti, no Salão de Atos do Palácio Iguaçu, em Curitiba. Previamente programada para 30 de maio, a celebração foi adiada para 5 de junho, às 9 horas, devido à paralisação dos caminhoneiros.

No mesmo dia, às 14 horas, no auditório do prédio central da Secretaria da Saúde, haverá a entrega das placas que reconhecem o desenvolvimento das estratégias do Ministério da Saúde ‘Mulher trabalhadora que amamenta’ (para a Companhia Paranaense de Energia – Copel) e ‘Amamenta e alimenta Brasil’ (para quatro unidades de saúde do município de Pinhais).

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: