Estado promove curso de aperfeiçoamento em saúde pública

A Secretaria de Estado da Saúde abriu nesta última terça-feira (24) a aula inaugural do curso de Aperfeiçoamento em Práticas Essenciais em Saúde Pública, com a participação por vídeoconferência do secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

O curso é promovido pela Escola de Saúde Pública do Paraná, com 208 horas de duração, no modelo EAD e presencial, e dirigido a 310 servidores da Secretaria de todas as regiões do Estado e com menos de 5 anos de ingresso.

“O objetivo do Governo do Paraná com este curso é recuperar algumas funções e colocar a marca de uma gestão que busca a formação profissional com pensamento crítico, analítico e preparado para o debate”, afirmou o secretário Beto Preto na abertura do evento.

Segundo ele, é hora de reaglutinar municípios para o enfrentamento das situações de saúde pública que ainda vêm pela frente e também a hora de dar oportunidade ao debate aos profissionais que compõem esta força no âmbito das decisões e ações da saúde.

A aula inaugural foi ministrada pelo consultor da Fiocruz e ex-secretário da Saúde do Paraná, Armando Raggio.

COMPETÊNCIAS

O palestrante Armando Raggio, que também já foi ex-presidente do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e Cosems (Conselho de Secretarias Municipas de Saúde) e ex-secretário municipal de saúde em Curitiba, Sorocaba (SP) e São José dos Pinhais, disse que o direito e a prática do pensar são condições fundamentais para o exercício de funções na área da saúde e que o Governo do Estado mostra seu compromisso ao promover um curso que prioriza a formação de novos servidores.

“O Governo do Paraná está investindo no que é essencial; não se faz casa sem alicerce”, ressaltou Armando Raggio, referindo-se à importância da formação.

Ele ressaltou ainda que a prática do pensar é imprescindível e que este exercício deve fazer parte do perfil dos trabalhadores para o enfretamento das situações críticas impostas pela área da saúde. “O dia a dia da saúde impõe o saber fazer e o fazer saber de cada profissional”, afirmou.

“Não adianta fazer mais do mesmo, implantar modelos de redes de saúde antigas com nomes novos. O que se deve é fortalecer equipes para a criação de soluções de saúde pública em benefício da população”, acrescentou Raggio.

O diretor da Escola de Saúde Pública do Paraná, Edever Daniel, ressaltou que a proposição e realização deste curso faz parte do compromisso da Secretaria com a melhoria das condições de saúde da população paranaense, de acordo com os objetivos, diretrizes e metas do Plano Estadual de saúde (PES).

PRESENÇAS

Participaram a aula inaugural o diretor-geral da Secretaria, Nestor Werner Junior; o diretor da Escola de Saúde Pública do Paraná, Edevar Daniel; e a secretária executiva da Comissão de Intergestores Bipartite, Lilian Condalese.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse