Estado distribui 13 mil testes rápidos para aplicação em gestantes e puérperas

A Secretaria de Estado da Saúde começou nesta última segunda-feira (14) a distribuição de 13 mil testes rápidos para pesquisa do antígeno viral SARS-CoV-2 exclusivamente em gestantes e puérperas.

O material faz parte da remessa de 98 mil testes enviada na semana passada pelo Ministério da Saúde e está sendo encaminhado às 22 Regionais de Saúde, que farão a entrega a 141 hospitais e maternidades, públicas e privadas de todo Estado.

“O objetivo é identificar gestantes e puérperas infectadas pelo coronavírus assintomáticas e iniciar o mais rápido possível a assistência dessas mulheres”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Além do teste, a Sesa enviou documento às Regionais com as recomendações para que o fluxo desta ação aconteça de forma segura e agilizada em todas as instituições consideradas porta de entrada para grávidas e mulheres no puerpério. O quantitativo atende a média de nascimentos/mês registrados pelas instituições.

“Orientamos que todas as gestantes e puérperas acolhidas na Atenção Hospitalar devem passar primeiramente por triagem respiratória. Na sequência, pelo teste rápido por antígeno e, em caso de resultado positivo, devem ser encaminhadas para testagem por RT-PCR e imediato isolamento”, afirmou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.

“As manifestações clínicas observadas em gestantes e puérperas infectadas pelo coronavírus são amplas, variando o quadro de assintomático a grave”, acrescentou a diretora.

A organização dos fluxos de atendimento das gestantes e puérperas previstos para a triagem respiratória, testagem rápida e demais encaminhamentos pertinentes deverão ocorrer em consonância com as diretrizes estabelecidas em cada ponto da Atenção Hospitalar, pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar de cada instituição.

DADOS

No ano passado ocorreram 80 óbitos maternos totais no Paraná, 67 declarados no Sistema de Informação sobre Mortalidade e 13 em processo final de análise, sendo que 17 desses foram por Covid-19, o que representa 21,2%.

Já neste ano, até a primeira semana deste mês, foram registrados 79 óbitos maternos, 57 declarados no Sistema de Informação sobre Mortalidade e 22 em processo de análise, sendo 53 por Covid-19, ou seja, 67%.

“Diante do contexto da pandemia as ações de atenção e vigilância em saúde são imperativas. No final da semana passada a Sesa recomendou, por meio de Nota Técnica (nº 01/2021), a vacinação de gestantes sem comorbidades, com imunizantes que não contenham vetor viral, neste caso com as vacinas da Pfizer e Coronavac. São várias medidas adotadas simultaneamente para a saúde da gestante”, disse Maria Goretti.

TESTES

Dos 98.275 testes rápidos de antígeno do Ministério da Saúde, a Sesa já havia distribuído cerca de 85 mil para os municípios para o desenvolvimento da estratégia de rastreio, monitoramento e isolamento de contatos relacionados à Covid-19. Este exame é feito por meio de coleta de amostra da secreção nasofaringe, capaz de detectar o vírus Sars-CoV-2 com apresentação do resultado em até 15 minutos.

Relação do quantitativo testes por Regional de Saúde:

Paranaguá – 325 unidades

Curitiba – 3.075

Ponta Grossa – 800

Irati – 250

Guarapuava – 650

União da Vitória – 275

Pato Branco – 475

Francisco Beltrão – 450

Foz do Iguaçu – 575

Cascavel – 750

Campo Mourão – 525

Umuarama – 375

Cianorte – 150

Paranavaí – 350

Maringá – 825

Apucarana – 475

Londrina – 1.100

Cornélio Procópio – 250

Jacarezinho – 400

Toledo – 500

Telêmaco Borba – 125

Ivaiporã – 300

Total: 13 mil unidades

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Banner Edplants, Acesse