Duplicação da Avenida JK em Matinhos atrai nove interessados


As obras para duplicação da Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira (PR-412), em Matinhos, no Litoral do Estado, estão sendo disputadas por quatro empresas e cinco consórcios. Os envelopes com as propostas de preços foram abertos nesta terça-feira (25) na sede do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR).

A licitação prevê investimento no valor de R$ 43 milhões em um trecho de 2,4 quilômetros de extensão, entre as ruas Alvorada (que dá acesso ao ferryboat) e Pastor Elias Abraão (prédio da prefeitura). Além da restauração e implantação de pista dupla na Avenida JK, o edital prevê a readequação do Canal de Macrodrenagem do Rio da Draga.

IMPORTÂNCIA

A PR-412 concentra tráfego intenso de veículos leves e pesados, principalmente nos feriados e na alta temporada. Por conta desse fluxo, a rodovia registra muitos congestionamentos, causando transtornos para moradores e turistas. Além disso, há conflitos de mobilidade entre pedestres, ciclistas e veículos.

Para o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion, a duplicação, que é esperada há mais de duas décadas pela população, é um marco para a cidade. “A Avenida JK é o principal acesso a Matinhos e hoje não está em boas condições, oferecendo riscos a todos que passam pela região”, disse. “A obra vai mudar essa realidade. Vamos garantir segurança e agilidade no deslocamento”, acrescentou.

OBRA

O projeto prevê duas faixas de tráfego em cada sentido, com 3,6 metros de largura cada, totalizando 7,2 metros por pista, separadas por um canal projetado entre barreiras de concreto. Na interseção com a Avenida Paraná será implantada uma rotatória com semáforo.

Além da duplicação, toda a drenagem da PR-412 será adequada para evitar alagamentos, por meio da implantação de dispositivos que maximizam a capacidade hidráulica do sistema. O canal, hoje a céu aberto em grande parte da sua extensão, será totalmente revestido em concreto e reposicionado em alguns trechos.

Para atender os comércios da região, será implantada ainda uma faixa de estacionamento com dois metros de largura. Em função do alto fluxo de ciclistas e pedestres, haverá uma ciclovia compartilhada na rodovia. “Nossa preocupação com a mobilidade urbana é muito grande neste projeto. Para o maior conforto de todos, haverá melhorias na sinalização e iluminação”, afirma Lupion.

PRAZOS

Após análise das propostas de preços, o DER-PR vai publicar a classificação no Diário Oficial do Estado e no portal Compras Paraná (www.comprasparana.pr.gov.br). A partir desta divulgação, começa a contar o prazo legal de cinco dias úteis para os concorrentes apresentarem eventuais recursos administrativos. Caso alguém conteste o resultado, os participantes têm mais cinco dias úteis para protocolarem suas contrarrazões.

Esgotados estes recursos, será marcada a data de abertura dos envelopes de habilitação. Nesta etapa, a comissão de julgamento irá analisar se a documentação apresentada pelos três primeiros classificados atende integralmente às exigências do edital. Após esta fase, o resultado da licitação será homologado e o processo segue os trâmites legais para assinatura do contrato com a empresa vencedora. A previsão é de que as obras sejam concluídas em 18 meses.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: