Dia das Crianças tem lojas cheias e pais controlados

loja-brinquedos01O próximo domingo (12) é o Dia das Crianças. Mas é amanha (11) o principal dia do ano para os empresários que vendem brinquedos. A expectativa é de loja cheia durante todo o dia na Vem Brincar Brinquedos, no centro de Cianorte, que atenderá até às 17h no sábado. “Muita gente deixa para última hora”, comenta a proprietária da loja, Joseane Furlan Ardengui Prado, que já teve uma semana com boas vendas de brinquedos. “Nessa semana temos um movimento maior que o de um mês comum do resto do ano na loja”.

Cianorte segue a mesma media nacional em relação aos preços dos brinquedos, segundo levantamento do Procon em alguns centros econômicos do país. Os produtos estão em torno de 10% mais caros que no ano passado. Mas, mesmo assim as vendas foram boas na semana. “Acho que vou gastar uns R$ 200”, comentou a autônoma Juliana Venceslau Marques, que visitou as lojas durante a semana para pesquisar preços. Ela vai comprar presente para a filha de 10 anjos e para o filho de 4 anos, sendo que a menina deve ganhar um tablet e o menino um jogo.

Para os pais que costumam levar seus filhos para escolherem os brinquedos as opções são bem variadas. Desde um carrinho colecionável por R$ 6,99 até um quadriciclo motorizado que custa mais de R$ 1,555 mil. Entre os mais vendidos para as meninas está a tradicional boneca que custa em torno de R$ 25.

Apesar de tantas opções nas lojas, vale pesquisar muito. Há uma grande diferença de valores de um mesmo produto entre lojas de shoppings para lojas de rua, por exemplo. Outro aspecto sobre valores é evitar parcelar. Se puder pagar à vista, melhor. Isso porque com a chegada de final de ano, muitas famílias tem despesas no Natal e viagem de férias. E depois, com o começo do ano, despesas escolares. Peça sempre descontos. Muitas lojas tem estoque de produtos e podem fazer um preço melhor para os clientes.

Controle as finanças para não se arrepender depois

Agradar as crianças pode ter um custo alto depois. Se você não controlar suas finanças e se preocupar só em comprar um presente, sem se importar com o valor, para agradar os filhos pode ter o orçamento familiar comprometido. Vale lembrar também que daqui a dois meses chega o Natal e são mais despesas com a família. Sem contar quem viaja de férias no final do ano. Portanto, toda precaução é pouca.

Tanto o Serviços ao Consumidor da Serasa quanto o Procon orientam os consumidores sobre procedimentos antes e durante a compra de presentes do Dia das Crianças. “Vale sempre alertar para só comprar com nota fiscal”, disse a atendente do Procon, Tatiane Cazon. “Se não tiver nota e o brinquedo apresentar algum problema depois, o Procon não pode fazer nada”. Outro aspecto nesse sentido é testar os brinquedos eletrônicos na loja.

Outras dicas também são verificar se o produto tem o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) que garante ser original. Essa garantia evita, por exemplo, comprar brinquedo pirata que pode quebrar facilmente. E as peças pequenas ainda colocam em risco a saúde da criança. Também vale observar a indicação de faixa etária para que a criança ganhe um presente adequado.

FAMÍLIA – Essa data festiva é uma ótima oportunidade no relacionamento familiar de fazer as crianças entenderem sobre planejamento. Os pais podem explicar para os filhos qual é o poder aquisitivo da família, quanto pode gastar para comprar os presentes e fazer a criança entender qual brinquedo ela pode ganhar. Justamente para que ela não tenha frustrações e os pais não se sintam tristes por não atender os desejos dos filhos.

Texto e fotos: Andye Iore

loja-brinquedos02

Banner Edplants, Acesse

Be the first to comment on "Dia das Crianças tem lojas cheias e pais controlados"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Dia das Crianças tem lojas cheias e pais controlados

loja-brinquedos01O próximo domingo (12) é o Dia das Crianças. Mas é amanha (11) o principal dia do ano para os empresários que vendem brinquedos. A expectativa é de loja cheia durante todo o dia na Vem Brincar Brinquedos, no centro de Cianorte, que atenderá até às 17h no sábado. “Muita gente deixa para última hora”, comenta a proprietária da loja, Joseane Furlan Ardengui Prado, que já teve uma semana com boas vendas de brinquedos. “Nessa semana temos um movimento maior que o de um mês comum do resto do ano na loja”.

Cianorte segue a mesma media nacional em relação aos preços dos brinquedos, segundo levantamento do Procon em alguns centros econômicos do país. Os produtos estão em torno de 10% mais caros que no ano passado. Mas, mesmo assim as vendas foram boas na semana. “Acho que vou gastar uns R$ 200”, comentou a autônoma Juliana Venceslau Marques, que visitou as lojas durante a semana para pesquisar preços. Ela vai comprar presente para a filha de 10 anjos e para o filho de 4 anos, sendo que a menina deve ganhar um tablet e o menino um jogo.

Para os pais que costumam levar seus filhos para escolherem os brinquedos as opções são bem variadas. Desde um carrinho colecionável por R$ 6,99 até um quadriciclo motorizado que custa mais de R$ 1,555 mil. Entre os mais vendidos para as meninas está a tradicional boneca que custa em torno de R$ 25.

Apesar de tantas opções nas lojas, vale pesquisar muito. Há uma grande diferença de valores de um mesmo produto entre lojas de shoppings para lojas de rua, por exemplo. Outro aspecto sobre valores é evitar parcelar. Se puder pagar à vista, melhor. Isso porque com a chegada de final de ano, muitas famílias tem despesas no Natal e viagem de férias. E depois, com o começo do ano, despesas escolares. Peça sempre descontos. Muitas lojas tem estoque de produtos e podem fazer um preço melhor para os clientes.

Controle as finanças para não se arrepender depois

Agradar as crianças pode ter um custo alto depois. Se você não controlar suas finanças e se preocupar só em comprar um presente, sem se importar com o valor, para agradar os filhos pode ter o orçamento familiar comprometido. Vale lembrar também que daqui a dois meses chega o Natal e são mais despesas com a família. Sem contar quem viaja de férias no final do ano. Portanto, toda precaução é pouca.

Tanto o Serviços ao Consumidor da Serasa quanto o Procon orientam os consumidores sobre procedimentos antes e durante a compra de presentes do Dia das Crianças. “Vale sempre alertar para só comprar com nota fiscal”, disse a atendente do Procon, Tatiane Cazon. “Se não tiver nota e o brinquedo apresentar algum problema depois, o Procon não pode fazer nada”. Outro aspecto nesse sentido é testar os brinquedos eletrônicos na loja.

Outras dicas também são verificar se o produto tem o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) que garante ser original. Essa garantia evita, por exemplo, comprar brinquedo pirata que pode quebrar facilmente. E as peças pequenas ainda colocam em risco a saúde da criança. Também vale observar a indicação de faixa etária para que a criança ganhe um presente adequado.

FAMÍLIA – Essa data festiva é uma ótima oportunidade no relacionamento familiar de fazer as crianças entenderem sobre planejamento. Os pais podem explicar para os filhos qual é o poder aquisitivo da família, quanto pode gastar para comprar os presentes e fazer a criança entender qual brinquedo ela pode ganhar. Justamente para que ela não tenha frustrações e os pais não se sintam tristes por não atender os desejos dos filhos.

Texto e fotos: Andye Iore

loja-brinquedos02

Banner Edplants, Acesse

Be the first to comment on "Dia das Crianças tem lojas cheias e pais controlados"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*