Defesa Civil alerta para riscos de incêndios e queimadas

Com a estiagem, baixa umidade do ar e os fortes ventos que vêm atingindo Cianorte, a Comissão Municipal de Defesa Civil (COMPDC) alerta sobre os riscos de incêndios, ocasionados por descuido ou intencionais, assim como para as queimadas, praticadas indevidamente pela população, que podem tomar proporções e estragos incalculáveis.

“O outono geralmente é marcado pela diminuição das chuvas e consequentemente pela vegetação seca, o que facilita a propagação do fogo. Por isso, pedimos para que os cianortenses redobrem a atenção, principalmente com relação a terrenos, quintais, área rural e o nosso Parque Cinturão Verde, uma vez que alguns objetos descartados incorretamente aquecem com a luz do sol e acabam iniciando a combustão. Outro pedido é para que a população não realize a limpeza de terrenos com fogo. Vale ressaltar que o art. 250 do Código Penal diz que causar incêndio, expondo a perigo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outrem, resulta em reclusão de três a seis anos e multa”, destacou o coordenador da COMPDC, Subtenente Biasotto.

Confira as dicas da Comissão Municipal de Defesa Civil:

-Tenha cuidado com qualquer tipo de faísca que possa atuar sobre a vegetação ressecada.

– Não jogue bitucas de cigarro no chão.

– Não acenda fogueiras próximas a vegetação.

– Não queime móveis, lixo, folhagens, galhadas e entulhos.

-Molhe as faixas de terra seca e realize roçadas nas áreas próximas da sua casa.

– Lembre-se: o incêndio acontece a partir de uma fonte de calor (raios, fogueiras, faíscas, cigarros, etc) que entra em contato com algum material combustível (grama seca, folhas, arbustos). Esses materiais queimam rapidamente e necessitam de menos energia para alcançarem a combustão e, por estarem em local aberto, contam com o vento que espalha e aumenta o fogo.

Sugestões para os agricultores:

– Ficar a par da legislação, porque sendo ou não culpa do proprietário, ele poderá responder pelos danos.

– Fazer aceiro com grade e/ou enxada, para que o fogo não passe para outros locais. Técnica de baixo custo e muito eficaz.

– Manter um tanque de água sempre cheio e meios de transporte para levar a água até o local do incêndio.

– Fazer uma limpeza, eliminando materiais de fácil combustão das áreas.

– Elaborar um plano de contingência junto aos funcionários e à família; por exemplo, já ter discutido o que deve ser feito para contenção. Mobilizar todas as pessoas da fazenda e também os vizinhos, para evitar que o fogo fique incontrolável.

– Ter todos os telefones úteis à mão, como o do Corpo de Bombeiros, da prefeitura e/ou da Defesa Civil. Se houver usinas nas proximidades, também o telefone delas, pois as tais têm brigadas de incêndio e colaboram com os proprietários a fim de evitar maiores danos, caso o fogo se alastre também pelos canaviais.

– Se o fogo for em área de pastagem, abrir a cerca para os animais saírem para lugares a salvo.

– Incentivar que funcionários e toda a família rural faça cursos de prevenção e controle de incêndio. O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural promove cursos on-line gratuitos sobre o tema.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse