Copel tem melhor governança do Brasil entre as estatais

A Copel tem a melhor governança do Brasil dentre as empresas estatais. É o que aponta o programa Destaque em Governança de Estatais da B3, a bolsa de valores brasileira. Entre as seis empresas que atendem aos critérios de certificação, a Copel é a primeira a atingir a pontuação máxima desde o lançamento dessa iniciativa, em 2017. O anúncio foi em São Paulo.

Este foi o segundo ano de participação da Copel no programa que incentiva a adoção das melhores práticas de governança pelas estatais – transparência na prestação de informações, segurança de controles internos, regras claras para composição da administração e alinhamento à rigorosa legislação anticorrupção.

“Trata-se de mais um reconhecimento de peso para as práticas de governança corporativa da Copel, que reafirmam nosso compromisso com a transparência, a conformidade, o monitoramento de riscos econômico-financeiros e socioambientais do negócio e, essencialmente, o respeito a todas as partes interessadas em nossas atividades”, afirma o diretor de Governança, Risco e Compliance da Copel, Vicente Loiacono Neto.

REQUISITOS

A adesão ao Programa Destaque em Governança de Estatais é voluntária. Para a certificação as companhias devem implementar as medidas obrigatórias de governança corporativa previstas no regulamento.

A B3 faz o acompanhamento anual do cumprimento dos requisitos para constar do programa. A pontuação máxima da Copel, em 2019, decorreu da revalidação dos requisitos já cumpridos em 2018 e, além disso, da recente constituição do Comitê de Indicação e Avaliação de administradores. Estas medidas situam a companhia paranaense, em definitivo, como uma referência de governança entre as estatais brasileiras.

HISTÓRICO

A Copel abriu seu capital em 1994 na Bolsa de Valores de São Paulo (hoje B3). Em julho de 1997, foi a primeira empresa do setor elétrico brasileiro listada na Bolsa de Valores de Nova York, a NYSE. Em 2008, a companhia aderiu ao nível 1 de Governança Corporativa da B3.

As boas práticas resultaram no reconhecimento, em 2018, como a estatal mais transparente do Brasil, de acordo com a Transparência Internacional (TRAC Brasil); a mais aderente à Lei das Estatais, segundo o Observatório de Estatais da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e, ainda, apta a integrar o seleto grupo do Programa Destaque em Governança de Estatais da B3.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: