Copel recebe selo Pró-Equidade de Gênero e Raça do governo federal

A Copel recebeu pela terceira vez o selo do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, coordenado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH).

O Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça foi criado para disseminar novas concepções na gestão de pessoas e na cultura organizacional para alcançar a igualdade entre mulheres e homens no mundo do trabalho. Na sexta edição do selo participaram 122 empresas e 64 foram premiadas.

O selo foi criado em 2005, direcionado para empresas de médio e grande porte, com o intuito de combater a discriminação no acesso, remuneração, ascensão e permanência no emprego de homens e mulheres. Para isso, as empresas devem difundir práticas exemplares de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres nas organizações.

“A Copel mantém um histórico consistente de promoção de equidade de gênero e raça e estamos sempre aprimorando as estratégias de gestão para os novos contextos. A melhoria em governança e ações sociais e ambientais está nas prioridades da Companhia”, afirma o diretor de Governança, Risco e Compliance, Vicente Loiácono Neto.

NA PRÁTICA

A Copel realiza diversas ações para promover a equidade de gênero e raça na empresa. Em 2015 a companhia instituiu o Comitê Permanente de Diversidade, que desenvolve e acompanha ações e estratégias para combater a discriminação no ambiente de trabalho. O objetivo do comitê é alcançar uma cultura corporativa segura, saudável e respeitosa para todas as pessoas.

Dentre as ações, destacam-se o monitoramento da força de trabalho por gênero, raça e idade, a implementação de salas de amamentação por toda a empresa, treinamentos para liderança e empregados voltados ao tema e licença maternidade e paternidade mais longas do que o estabelecido por lei.

Os processos de responsabilidade do Comitê, além de considerarem os valores e as políticas da Copel, levam em conta o diálogo com a sociedade, o alinhamento com políticas públicas e com a Agenda 2030. A promoção da diversidade está vinculada, sobretudo, aos seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável: igualdade de gênero, trabalho decente e crescimento econômico, redução das desigualdades e parcerias e meios de implementação.

Primeira empresa do setor elétrico a se tornar signatária do Pacto Global, a Copel desenvolve ações para promover a equidade de gênero e raça há décadas.

“Desde que eu comecei a trabalhar na Copel, em 2002, sempre encontrei um ambiente de respeito por parte da empresa, dos colegas, e muitas condições e oportunidades para me desenvolver”, ressalta Ana Letícia Feller, empregada de carreira da Companhia que desde 2018 é diretora de Gestão Empresarial.

SELO

As empresas que recebem o selo são as que se destacaram em seu empenho em atingir avanços e benefícios sociais e corporativos para equidade de gênero e raça, conquistando os novos segmentos de consumidores e consumidoras preocupados com bens e serviços produzidos sob a perspectiva da sustentabilidade.

O programa também é direcionado para garantir o exercício dos direitos laborais das trabalhadoras e trabalhadores, ao distinguir com o selo as empresas comprometidas com a justiça social e a igualdade de gênero e raça, conjugando a lógica do exercício dos direitos com a lógica dos negócios, considerando que a igualdade entre mulheres e homens constitui atualmente um pilar fundamental da gestão organizacional e do êxito empresarial.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Banner Edplants, Acesse