Contorno de Mandaguari será inaugurado na próxima semana

contorno03O contorno de Mandaguari, uma das obras rodoviárias mais aguardadas do Paraná, será inaugurado na próxima quinta-feira (27), às 10 horas da manhã. O governador do Paraná, Beto Richa, confirmou presença no evento. Usuários da rodovia, moradores de Mandaguari e municípios da região vão ser beneficiados diariamente pelo segmento. Um grande avanço para quem vive na cidade, zona rural e também motoristas, que a partir de agora não vão mais precisar passar pelo centro do município, perdendo tempo com semáforos, congestionamentos e lombadas.

O segmento custou R$ 100 milhões. Ele possui 9,9 quilômetros de extensão de pista dupla, com canteiro central de 6 metros, além de quatro viadutos rodoviários, dois viadutos ferroviários, uma passagem inferior para veículos, duas passagens para animais e quatro retornos em nível. A construção teve início em janeiro de 2012 e se estendeu por 36 meses. Ao todo, 450 pessoas trabalharam na edificação da rodovia (entre diretos e indiretos), a qual também contou com a utilização de 120 máquinas e caminhões.

Foram construídos 1.400 metros de bueiros, 18 quilômetros de canaletas para escoamento de água, bem como a pintura de 10,5 mil metros quadrados de sinalização horizontal e a instalação de mais de 320 metros quadrados de placas de sinalização vertical. “O relevo de Mandaguari é bastante acidentado e, por este motivo, foi preciso realizar uma grande operação de terraplanagem. Em alguns pontos os aterros chegaram a 24 metros, sem contar os grandes paredões de rochas cortados com dinamite e máquinas”, revelou o diretor de engenharia da empresa, Jackson Seleme.

Segundo ele, foram utilizadas 240 toneladas de explosivos nas 90 detonações feitas. Isso rendeu 60 mil caminhões de rochas. Outros 120 mil caminhões de terra também precisaram ser movimentados. Por fim, para realizar pavimentação a concessionária VIAPAR utilizou quase 70 mil toneladas de massa asfáltica. O contorno de Mandaguari tem início no quilômetro 203 da BR-376 e término no quilômetro 212 da mesma rodovia.

Para que a construção da obra fosse possível o Governo do Paraná desapropriou 40 lotes pertencentes a 32 donos – isso ao custo de R$ 4,1 milhões. Quem encabeçou as negociações foi o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná. O superintendente regional do DER, Heitor Dutra da Silva Filho, classifica o contorno rodoviário de Mandaguari como muito importante economicamente e socialmente, principalmente para a população da cidade e usuários da rodovia. “Economicamente porque reduz o tempo de transporte de cargas para um dos maiores portos do Brasil, o de Paranaguá, sem contar que é a ligação principal com a região sul do país, a capital e praias do Paraná e Santa Catarina”, destacou.

REURBANIZAÇÃO – Crescimento planejado. Esse foi o termo utilizado pelo atual prefeito de Mandaguari, Romualdo Batista, o Batistão, para definir os benefícios proporcionados pelo contorno de Mandaguari. Segundo ele não só a prefeitura como toda a população de Mandaguari se sente feliz com uma obra dessa envergadura. “Ao tirar o trânsito pesado do centro da cidade com certeza teremos condições de reorganizar nosso município e reurbaniza-la, trazendo mais qualidade de vida para todos”, comentou.

Texto: Assessoria Viapar / Foto: Ivan Amorim

Compartilhe: