Conferência Municipal de Assistência Social discute e aprova propostas para o setor

 

Por conta da pandemia, o evento foi realizado na forma remota. Na ocasião, também foram eleitos os delegados que participarão da edição estadual

Um momento para discutir e ampliar as ações sociais no âmbito municipal, estadual e nacional. Assim foi na última quarta-feira (23), com a realização da 14ª Conferência Municipal de Assistência Social. Em razão do contexto pandêmico, o evento aconteceu de forma virtual, assegurando assim, que os direitos sociais fossem garantidos e a legítima e genuína participação popular expressa fosse respeitada. A ação contou com a participação de usuários, servidores e representantes da rede socioassistencial governamental e não governamental.

No início do evento, a secretária da pasta, Aline Rosa Kist, deu boas vindas aos participantes, seguida pelo representante do Escritório Regional da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Sidnei Rodrigues de Souza; pelo presidente da Câmara de Vereadores, Wilson Luiz Peres Pedrão; e pelo prefeito, Marco Franzato. A presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Sara Almeida Rodrigues Heringer, ficou responsável por dar abertura aos trabalhos. Os participantes também foram recepcionados por apresentações culturais realizadas pelo Serviço de Convivência Tia Sé, com as crianças atendidas pela entidade Serviço de Obras Sociais.

Na ocasião, foi feita a leitura do Regimento Interno, sendo aprovado pelos delegados presentes. Encerrando os trabalhos da manhã, os participantes assistiram uma palestra com a professora doutora Márcia Lopes, que falou sobre o tema da “Assistência Social – Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público para enfrentar as desigualdades e garantir a proteção social”.

Também remotas, no período da tarde, ocorreram as reuniões dos cinco grupos de trabalho sobre os eixos de estudo do tema proposto. Cada equipe elaborou cinco propostas de melhorias dos serviços socioassistenciais em nível municipal, um em nível estadual, e um para a União, que foram apresentadas e votadas na plenária final. Tais sugestões serão encaminhadas para cada esfera de governo, e deverão nortear a política de assistência social nos próximos anos, bem como, servirão de base para a atualização do Plano Municipal. Na oportunidade, também foram escritas e aprovadas moções que serão encaminhadas as demais esferas de governo, bem como ocorreu a eleição dos delegados que participarão da edição estadual, que ocorrerá entre os dias 01 de setembro e 31 de outubro. Ao final, a presidente do CMAS realizou a leitura dos nomes dos novos integrantes do colegiado para o próximo biênio.

“Tudo foi pensado para garantir a participação de todos. Os equipamentos CRAS, CREAS, entidades de atendimento socioassistencial, da proteção social básica e especial, se organizaram em pequenos grupos em seus territórios, para participarem de forma efetiva deste importante momento, reunindo profissionais e usuários dos serviços, com todos os cuidados adotados”, ressaltou a a secretária da pasta, Aline Rosa Kist.

Sensível às causas sociais, o prefeito Marco Franzato enalteceu o trabalho do Conselho Municipal de Assistência Social e da comissão organizadora, que se dedicaram ao máximo para que este dia de reflexão e elaboração de propostas tivesse êxito. São espaços de exercício democrático de participação popular e envolvimento dos usuários do SUAS para aperfeiçoarmos e melhorarmos a política social em Cianorte”, pontuou o prefeito.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Banner Edplants, Acesse