Confecções de Cianorte fazem sucesso no interior paulista

A qualidade da roupa produzida em Cianorte é conhecida nacionalmente. As indústrias investem em alta tecnologia e em mão de obra qualificada. Isto decorre do suporte oferecido pelo Poder Público Municipal e do SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

Com mais de 350 indústrias e quase 700 pontos de vendas distribuídos por lojas de fábricas em cinco shoppings atacadistas e mais a Rua da Moda, Cianorte atrai compradores de todas as partes do País. Excursões chegam às dezenas em cada começo de semana. Esses sacoleiros e lojistas contam com todo suporte necessário para efetuar suas compras. Cada shopping dispõe de pousada com café da manhã e alimentação. Além disto, guias turísticos locais e relações públicas em microônibus se encarregam de levar os compristas onde queiram ir às lojas de sua escolha.

No interior paulista a fama de Cianorte é conhecida e apreciada. Algumas das melhores boutiques em Presidente Prudente, Dracena e Andradina – a linha mestra no Oeste Paulista – ostentam em suas vitrinas como top de linha as roupas confeccionadas em Cianorte. Citar nomes das griffes poderia significar o risco em cometer uma injustiça.

O importante é destacar que Cianorte deixou de ser simplesmente a Capital do Vestuário – tornou-se uma marca. Foi-se o tempo em que a cidade confeccionava roupas, agora produz moda. Os empresários sempre atentos ao mercado produzem de acordo com as mais atuais tendências deste segmento, com texturas, modelos e cores de tecidos. O melhor de tudo isto? Utilizando mão de obra local, desde estilistas – formados nas duas faculdades da cidade – até o costureiro formado em cursos oferecidos pela Prefeitura ou pelo Senai. Costureiro? Sim. Costurar deixou de ser uma atividade exclusivamente da mulher. Homem também entrou neste competitivo mercado de trabalho.

paulo tertulino

(Paulo Tertulino, tem 57 anos, faz parte da equipe da Folha de Cianorte, e é o jornalista mais experiente de Cianorte)

Compartilhe: