Cianorte e Arapongas fazem jogo de rivalidade no interior

x-arapongas2O Cianorte FC joga hoje contra o Arapongas seu futuro no Paranaense 2014. Se perder o time cianortense fica em situação complicada e terá que jogar para escapar do quadrangular que define os dois rebaixados para a Série B em 2015. O campeonato tem apenas 11 rodadas em turno único. Por isso oferece poucas possibilidades de recuperação na tabela. Em caso de nova derrota, o Leão do Vale terá perdido 30% dos jogos e ficará em situação complicada. Porém, se ganhar do Arapongas, segue com chances iguais aos demais times para se classificar para o mata-mata.

O técnico Ronaldo Bagé procurou arrumar o time taticamente com os treinos depois da derrota para o J. Malucelli na última quarta-feira. E também conversou bastante com o grupo para trabalhar o psicológico e tranquilizar a equipe.

Além da partida decisiva, o confronto Cianorte x Arapongas já tem todo seu folclore de rivalidade no interior e sempre rendeu partidas bem disputadas nos últimos três anos. São oito jogos, sendo três vitórias para cada lado e dois empates.

Por isso é fundamental o apoio da torcida no Albino Turbay, já que a tabela não favorece muito o time cianortense. Depois de hoje, o Leão do Vale terá outros três jogos em casa e mais cinco fora. A direção manteve um valor do ingresso acessível, mais barato que a maioria dos estádios nesse campeonato.

O Cianorte ocupa a última colocação com zero ponto, cinco gols sofridos e somente um marcado. O Arapongas também não está em situação confortável e precisa vencer para melhorar na tabela. O visitante está em oitavo lugar com dois pontos conseguidos em dois empates.

ARBITRAGEM – Cianorte x Arapongas começa às 17h, no estádio Albino Turbay. O jogo é pela terceira rodada do Paranaense 2014. A arbitragem será de Selmo Pedro dos Anjos Neto com os auxiliares Fabricio da Silva Martins e Weber Felipe Silva. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e estão à venda na Três Xodós, Sport Mania, Auto Posto Colina e na sede do Cianorte FC.

Texto: Andye Iore / Charge: Leandro Franco

Compartilhe: