Casas que desafiam a gravidade: engenheiro explica por que não desabam

A internet – e as cidades brasileiras – exibem diversas construções que oferecem riscos para a vida de seus habitantes, além de prejudicar a paisagem urbana

Muita gente diz que o brasileiro deveria ser estudado pela NASA, a Agência Espacial Americana. Se essa máxima é verdadeira ou não, é difícil ter certeza. O fato é que nosso povo é realmente inventivo, e essa criatividade pode ser comprovada na paisagem urbana das cidades. A internet está repleta de imagens de construções que desafiam a gravidade.

Tortas, sem respeitar as regras urbanas, mal construídas, fora do padrão… Como essas construções não desabam? Na opinião do coordenador do curso de Engenharia Civil da Unopar, Helenton Carlos Silva, estes tipos de construções representam risco para a população, além de prejudicar a paisagem urbana.

O QUE MANTÉM UMA CASA EM PÉ?

Toda construção de edificações deve começar pela base, que é uma parte fundamental de qualquer casa ou prédio e que é uma das partes responsáveis em manter a estrutura em pé. A base, chamada de fundação, fica dentro no solo, podendo ser rasa ou profunda, dependendo da carga a ela atribuída e das características do solo.

SORTE OU MILAGRE?

A seguir o especialista analisa algumas fotos de construções que circulam na internet.

CRÉDITO DA IMAGEM: Reprodução internet

“Nesta construção, é possível observar a existência de viga baldrame exposta, um pedaço de uma fundação rasa tipo sapata, porém não há nenhum pilar de sustentação ou alguma viga superior, o que representa um grande perigo para a construção e para os moradores. Uma é que na parte térrea, por exemplo, aparenta existir apenas uma parede que está servindo como sustentação para a edificação sem qualquer preocupação com a segurança, integridade, e estabilidade da casa. Nota-se ainda que não há nenhuma escada ou rampa de acesso ao pavimento superior, o que intriga muito nesta imagem. Destaca-se que a escada precisa ser construída em conformidade e “amarrada” com a estrutura de sustentação da edificação (o que não existe como comentado)”, explica o especialista.

CRÉDITO DA IMAGEM: Reprodução internet

INFORMALIDADE IMPERA NAS CONSTRUÇÕES BRASILEIRAS

A informalidade impera nas construções civis pelo Brasil. Pesquisa realizada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) revelou que 85,40% dos brasileiros fazem serviços de construção ou reforma por conta própria ou com ajuda de pedreiros e mestres de obras, muitos desses, amigos e parentes, o que é ilegal e pode ser caracterizado como crime por exercício ilegal da profissão de Arquiteto ou Engenheiro (profissionais obrigatórios em qualquer tipo de construção ou reforma).

Uma característica das construções no Brasil, principalmente nas regiões metropolitanas, é que o dono do imóvel constrói primeiro a sua casa, na parte térrea, e vai aumentando a construção, erguendo mais pavimentos, muitas vezes para abrigar parentes e agregados, ou ainda para dar continuidade a um sonho que por muitas razões não foi realizado de uma única vez.

Com o aumento da construção, a sobrecarga da base do imóvel pode acarretar rupturas, causando um efeito cascata capaz de levar à queda de toda a estrutura.

IMPORTÂNCIA DE CONTRATAR UM PROFISSIONAL

“Apesar de um pedreiro ter um certo conhecimento para construir uma casa na prática, este conhecimento é empírico e não real e completo, é imprescindível um planejamento correto, com desenvolvimento de projetos técnicos, orçamentos, cronograma de obra e demais documentos necessário para a mesma, para que os proprietários do imóvel não tenham problemas futuros em qualquer parte da edificação, seja nas instalações elétricas, hidrossanitárias, ou na estrutura através do aparecimento de fissuras, trincas ou rachaduras, levando a problemas maiores, vindo a ruir. Os profissionais informais não são regulados por nenhum tipo de órgão, não têm um registro e em caso de problemas não é possível responsabilizá-los judicialmente por qualquer dano”, explica o professor.

Além da segurança, o professor diz que a contratação de um profissional para executar a obra valoriza o imóvel, gera economia e é item indispensável para buscar a regularização da propriedade junto às prefeituras, por exemplo.

Sobre a Unopar

Fundada em 1972 e credenciada como universidade em 1997, a Unopar é referência em inovação e é reconhecida pela vanguarda acadêmica em seus cursos de graduação, extensão e pós-graduação lato e stricto sensu. Presente em Londrina, Arapongas, Bandeirantes, Cascavel, Paranaguá e Ponta Grossa, além de atuar com polos de educação a distância distribuídos por todos os estados brasileiros, a Unopar presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde, Escritórios e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Unopar oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais. Em 2011, a Unopar passou a integrar a Kroton. Para mais informações, acesse: https://www2.unopar.br  

Banner Edplants, Acesse

Leave a comment

Your email address will not be published.


*