Casal é preso com 15 pedras de crack e mais de R$1.500,00 pela PM de Cianorte

Nesta última quarta-feira (14/07), por volta das 17h30, durante patrulhamento pela Rua Faisão, policiais militares avistaram um indivíduo em frente a uma casa, a qual é de conhecimento dos PMS sobre a existência de tráfico de drogas.

Ao avistar a presença da viatura, o cidadão, que estava de costas para a rua, foi avisado pela moradora da residência de que os policiais estariam se aproximando. Neste momento, o homem que havia recebido algo da moradora, levou a mão rapidamente a sua boca, sendo iniciada a abordagem policial.

Após busca pessoal, com o abordado de 42 anos, foi encontrada a quantia de R$ 50,00 (cinquenta reais).

Diante da atitude suspeita, a moradora foi questionada e autorizou a busca por parte dos policiais. Já na cozinha, a cidadã indicou que sobre o micro-ondas estaria algumas pedras de crack, sendo localizadas 07 (sete) pedras, embaladas em papel alumínio e prontas para a comercialização.

Ainda, relatou que em seu quarto, na gaveta de uma cômoda, estariam mais algumas pedras da mesma substância. Assim, foram localizadas mais 07 (sete) porções.

Ainda, no interior do sofá, foi localizada mais 01 (uma) porção de crack, que pesou 7g (sete gramas).

Na carteira da mulher, foi encontrada a quantia de R$1.422,00 (um mil quatrocentos e vinte e dois reais). E, em seu bolso, R$34,00 (trinta e quatro reais).

Diante dos fatos, a mulher recebeu voz de prisão e foi conduzida, juntamente com o homem e o material apreendido, para as providências cabíveis.

No total foram, 15 (quinze) “pedras” de crack apreendida e, o valor de R$1.506,00 (um mil e quinhentos e seis reais) apreendidos.

GOLPE NO OLX

Por volta das 17h30, desta última terça-feira (13/07), compareceu a sede da 5ª CIPM um cidadão de 44 anos, morador de Tuneiras do Oeste, relatando que teria comprado uma motocicleta pela plataforma OLX e assim negociado a compra do veículo pelo valor de R$ 4.000,00 (quatro mil reais).

O solicitante informou que a negociação teria sido com uma terceira pessoa que se passou por advogado trabalhista, o qual repassou que não era proprietário da motocicleta, mas que a proprietária, uma senhora de 45 anos, era sua cliente e estaria tomando conta da negociação.

Esse indivíduo via telefone pediu para que o solicitante/comprador fizesse o depósito em uma conta corrente. Assim o solicitante deslocou à residência da proprietária da motocicleta, situada a Rua Do Agrimensor, onde após ver a motocicleta e entrado em acordo, ambos deslocaram e fizeram todos os trâmites para a realização do depósito na conta indicada pelo cidadão.

Cidadão este que também manteve contato com a proprietária, que segundo ela o indivíduo teria relatado que o depósito de parte do valor seria feito pelo solicitante em sua conta e que após esse depósito, ele repassaria o valor total da negociação e que após isso poderia entregar a motocicleta ao comprador.

Realizado o depósito a proprietária questionou ao comprador a respeito do valor, uma vez que ela estava vendendo pelo valor de R$ 6.100,00 e para quem estava efetuando tal transferência de numerário, ocasião em que ambos concluíram estarem sendo vítimas de um golpe.

De posse das informações a equipe policial confeccionou o boletim de ocorrência para futuras medidas pertinente ao caso e orientou as partes envolvidas quanto os procedimentos a serem adotados.

Fonte: Noti-cia.com

Banner Edplants, Acesse