CARTA PARA MINHA MÃE

Minha amada mãe:

Quantas vezes pensei em minha solidão, escrever alguma página que revelasse meu amor por você e não o fiz. Por que não o fiz? Porque o meu tempo estava, inteiramente, tomado cuidando de meus pacientes, de meus irmãos, acamados, e sofrendo a angústia própria da minha profissão. E que dolorosa profissão é esta que lida com tristes perdas, mas, tem o privilégio de comemora a vida também! Às vezes nos chamam até de “HERÓIS”. Porém, minha mãe, achei o meu tempo e escrevo agora o que minh’alma sente. Escrevo para minha HEROÍNA!

Se você estiver por aqui estas palavras chegarão aos teus ouvidos, mas, se estiver no acolhimento de Deus, estas palavras serão incenso que perfumarão o teu espírito, em meu eterno luto.

O momento grandioso que você me acolheu e fez do seu corpo a minha morada por algum tempo, foi o melhor momento de comunhão com você. Eu não sabia disto, porém, a vida me ensinou esta verdade. Os seus braços macios me acolheram e tantas vezes seu seio me serviu de travesseiro, de alimento e aconchego, na minha completa dependência de você. O seu amor, os seus cuidados e seu calor me aqueceram nos meus primeiros anos e me acompanham até hoje e me acompanharão até no fim da minha jornada. Na imensidão de sua bondade eu cresci, me fiz gente, busquei meu trabalho, descobri que acreditar na vida é um bem fundamental. Foi você, MÃE DESTES HERÓIS, que a sociedade em tempo de pandemia, assim nos reconhece, foi você, mãe querida, que abriu este caminho. Sei o quanto seu coração palpita e sofre por mim, na estrada que percorro, que nem sempre tem volta. Mas, você permanece firme, orando pelo meu engrandecimento pessoal, apesar de meus deslizes. E você, com este coração sem tamanho me perdoa sempre. Só o perdão é capaz de revelar tanto amor por mim. O seu perdão liberta a minha alma, acalma o meu coração e transforma a minha vida, por que o seu perdão não carrega mágoa!

Você, mãe querida, tem a capacidade de ouvir meu silêncio, sentir meus suspiros, me enxergar por dentro, quando campeio pelos meus momentos incertos. Seus olhos são um Raio-X ; a máquina me faz enxergar o corpo por dentro, porém, você consegue enxergar a minha alma e meus sentimentos mais profundos e invisíveis! Você é capaz de entregar-se inteira, ao me proteger, mesmo não sendo eu, mais criança ou dependente de você.

E neste dia das Mães que foi criado para lhe exaltar quero dizer que você, sempre será o meu primeiro amor. Você foi o recurso para sarar minhas feridas ao longo do tempo. Foi você que deu a espada e me ensinou a ser guerreiro e que numa batalha não se desiste, mesmo diante do impossível!

Sabe o que eu quero hoje de você? Tão somente que me tome nos braços de novo, que me embale em seu amor para renovar a minha fé e esperança e me deixar ficar na plena felicidade de seu abraço.

Dia das Mães de 2.021

Izaura Aparecida Tomaroli Varella, tão somente filha!

Esta carta foi  escrita para a Secretaria da Mulher encaminhar a todos os profissionais de saúde de  municipais de Cianorte., em homenagem às suas mães.

Izaura

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse