BRDE terá 80 milhões de euros do Banco Europeu de Investimentos projetos no Sul


O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE assinou contrato com o Banco Europeu de Investimentos (BEI) para captação de até 80 milhões de euros a projetos com foco em energia renovável, eficiência energética e mobilidade urbana no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

É a segunda parceira internacional na história do BRDE. Em março deste ano, o banco contratou 50 milhões de euros com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para crédito a projetos que se enquadram no programa BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis.

“O BRDE avança em seu objetivo estratégico de diversificação de fundings, ampliando as alternativas ao Sistema BNDES com mais este aporte de 80 milhões de euros, e reafirma o seu compromisso com desenvolvimento econômico e socioambiental sustentável”, afirma o diretor-presidente do banco, Orlando Pessuti.

Pessuti assinou o contrato em Curitiba após receber o documento da diretoria do BEI na forma digital. Os entendimentos com a instituição começaram em 2017, quando técnicos do Banco Europeu visitaram o BRDE.

A aproximação entre os dois bancos se deu especialmente pelo reconhecimento da Política de Responsabilidade Socioambiental do banco regional na contratação de operações financeiras através de programas como o BRDE PCS.

Na semana passada, BRDE PCS foi apresentado no evento SDGs in Brazil – The role of the private sector (ODS no Brasil – o papel do setor privado), em Nova York, selecionado como caso exemplar de sustentabilidade no setor financeiro brasileiro pela Rede Brasil do Pacto Global da ONU.

PROGRAMA PCS

O programa BRDE PCS viabiliza empreendimentos nas áreas do agronegócio, indústria, comércio e serviços e está estruturado em cinco subprogramas integrados:

Energias limpas e renováveis

Apoio a projetos que visem contribuir para a redução do desperdício e a racionalização da energia em ambientes domésticos, produtivos ou comerciais. Pela sua natureza sustentável, apenas projetos de geração de energia que utilizem fontes renováveis, como a eólica e a solar, são apoiadas pelo BRDE.

Uso racional e eficiente da água

Apoio a projetos para o uso racional e eficiente da água no agronegócio, na indústria, no comércio e em serviços.

Gestão de Resíduos e Reciclagem

Apoio a projetos de gestão de resíduos e reciclagem no agronegócio, na indústria, no comércio e em serviços.

Agronegócio sustentável

Apoio a projetos que adotem as melhores práticas de sustentabilidade no agronegócio, com o objetivo de reduzir impactos ambientais.

Cidades Sustentáveis

Apoio a projetos que tornem grandes cidades e pequenos municípios em comunidades sustentáveis. Juntamente com o programa BRDE Municípios, prevê investimentos em energias limpas e renováveis, agronegócio sustentável, gestão de resíduos e reciclagem, além do uso racional e eficiente dos recursos hídricos.

BANCO EUROPEU DE INVESTIMENTOS

O BEI é o instrumento financeiro da União Europeia. Seus acionistas são os países-membros da UE. Apresenta-se como o maior mutuário e mutuante multilateral do mundo e proporciona financiamento e conhecimentos especializados a projetos de investimentos sólidos e sustentáveis.

Para atingir os seus objetivos em termos de desenvolvimento econômico sustentado e de cooperação com outros países, o BEI desenvolve um conjunto de atividades, entre elas a concessão de empréstimos a grandes e pequenas empresas e instituições para apoiar o crescimento e a geração de emprego.

Fonte: Agência Estadual de Notícias / Foto: Reprodução

Compartilhe: