BRDE fará nova prorrogação de prazos de dívidas para aliviar caixa das empresas

Em razão da piora da pandemia no início de 2021, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) fará novas prorrogações das dívidas já existentes para aliviar o fluxo de caixa das empresas paranaenses. A medida foi aprovada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior com a intenção de que todos os órgãos do Governo viabilizem soluções aos empresários nesta nova onda da Covid-19. Estima-se que mais de R$ 800 milhões de dívidas tenham enquadramento na nova prorrogação.

Em linhas gerais, serão concedidos novos períodos de carência – conhecido como standstill – dentro do ano de 2021, respeitando as limitações e enquadramentos de cada funding das operações. A possibilidade de prorrogação do prazo total de financiamento é de seis a oito meses para os contratos que utilizam a TLP como fator de atualização.

“Esta medida possibilitará dar mais fôlego no fluxo de caixa destas empresas e, com isso, permitir que possam enfrentar esta crise e atuar na recuperação da nossa economia”, afirmou o governador Ratinho Junior. “O BRDE tem sido um importante parceiro ao criar mecanismos para diminuir o impacto da pandemia na economia do nosso Estado e na geração de empregos”.

O vice-presidente e diretor de operações do BRDE, Wilson Bley, diz que a medida é uma forma eficiente de manter o fluxo de caixa dos empresários. “Nosso propósito maior é gerar emprego e renda nesse momento mais agudo da pandemia. Essa prorrogação fará com que R$ 800 milhões sejam mantidos na economia do Paraná, tornando possível que esses empresários deem uma nova destinação ao dinheiro e mantenham seu empreendimento com o apoio do BRDE e do Paraná”, afirmou Bley.

Não estão incluídos neste pacote os empréstimos do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (PEAC) ou que contam com algum fundo garantidor ou subvenção econômica; aqueles tomados para negócios envolvendo comércio exterior; os contratados pela administração pública e dívidas agrícolas.

ESTRUTURANDO

O BRDE está estruturando a operacionalização conforme regulamentação do BNDES, que disponibilizou os recursos repassados. Os clientes que tiverem necessidade desta repactuação, e estiverem enquadrados, podem procurar as agências já a partir desta semana.

Os fundings que terão suas dívidas passíveis de prorrogação são:

BNDES – *Não estão incluídos nessa possibilidade os empréstimos tomados na modalidade do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (PEAC) ou quaisquer outros que contam com algum fundo garantidor ou subvenção econômica; aqueles tomados para negócios envolvendo comércio exterior ou contratados pela administração pública; e dívidas agrícolas já renegociadas.

FUNGETUR

FCO

FSA Crédito

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse