Após agredir esposa e enteada, homem é preso após fugir da Polícia em perseguição por toda a cidade

Por volta das 22h30min da última terça-feira (15), uma equipe da Polícia Militar foi solicitada a comparecer a Rua do Arquiteto, onde informações preliminares relatavam que nas proximidades estaria ocorrendo uma discussão com os ânimos elevados e que pessoas pediam socorro e gritavam, aparentando serem vozes femininas.

Diante do exposto a equipe de imediato deslocou até o local, onde populares que estavam na rua indicaram o local exato da discussão, onde a equipe tentou contato na residência indicada, sendo recebido pela filha da vítima de 20 anos, que passou a relatar a equipe sobre o ocorrido, dizendo que sua mãe estava com seu amasio interior do quarto do casal, quando ouviu ambos discutindo em voz alta e quando percebeu que tinham extrapolado os limites, esta tentou intervir dizendo que ligaria para a polícia, sendo repreendida por ele dizendo que poderia ligar que antes de alguém chegar ele já estaria longe, onde tentou tirar ele de perto de sua mãe que estava sendo enforcada.

Quando conseguiu separar os dois, ele foi para fora da residência e começou a danificar uma motoneta Honda Biz, jogando a moto no chão, arrastando e chutando, após isso foi até seu veículo que estava na garagem e pegou uma faca do seu interior, momento em a jovem e sua mãe começaram a gritar até que ele se evadiu do local com seu veículo.

Após o relatado, a equipe orientou ambas sobre os procedimentos legais cabíveis e medidas a serem tomadas, pois ainda em contato, ambas relataram que o fato é corriqueiro e que ele sempre volta ao local depois de certo tempo passado, questionado o veículo que ele se evadiu, foi repassado que seria um Hyundai I30 de cor prata, porém não souberam informar a placa.

A equipe então saiu do local para terminar a confecção da documentação pertinente, quando recebeu uma nova chamada informando que ele teria voltado ao local, sendo que no deslocamento para a residência da vítima, a equipe se deparou com um veículo com as mesmas características repassadas na Rua Nilo Peçanha próximo a Avenida América e no momento eu que tentou realizar abordagem, o veículo veio a empreender alta velocidade pela Avenida América sentido centro, desobedecendo a ordem de parada verbal e também com sinais luminosos e sonoros (giroflex e sirene).

Foi dado início ao acompanhamento tático e irradiado as equipes de serviço sobre a fuga do referido veículo, sendo que durante o acompanhamento, o veículo I30 infringiu diversas leis de trânsito, vindo a cruzar preferenciais, sinais fechados, exceder os limites de velocidades das vias, no perímetro urbano, conseguindo se evadir para a rodovia PR-323 tomando sentido a cidade de Umuarama, onde continuou as infrações, ultrapassando em local proibido, excesso de velocidade, colocando a vida dele, de terceiros e também das equipes policiais que estavam no cerco do veículo em fuga, sendo que após várias tentativas de abordagem, o condutor retornou para a cidade pelo trevo de acesso da Avenida Maranhão, tomando sentido ao bairro São Francisco.

Todas as equipes de serviço fizeram o cerco nas saídas do bairro. Quando a equipe da rotam visualizou o veículo estacionado em um local sem iluminação na Rua Santa Helena esquina com a Rua Santa Maria Gorete, sendo repassado a rede de comunicação e no momento em que desembarcaram da viatura, visualizaram um indivíduo tentando se homiziar atrás do veículo, que ao perceber a presença da equipe policial, se evadiu a pé pela Rua Santa Helena sentido a Rua Santa Mariana, desobedecendo a voz de abordagem, quando a equipe da viatura RPA chegou ao local em apoio para conter a fuga, onde só foi possível alcançar o indivíduo em um terreno baldio, Após este sofrer uma queda devido a um buraco no chão.

Mesmo estando ao solo o indivíduo não colaborou com as ordens dadas pelos policiais, mantendo a resistência seguida de agressividade, pois o indivíduo em questão posteriormente identificado com 31 anos desferia socos e pontapés na direção dos policiais, sendo necessário o uso moderado e progressivo da força no intuito de contê-lo, conforme diretriz 004/2015.

Após seguidas tentativas e empenho dos policias presentes, foi possível detê-lo, sendo necessário o uso de algemas conforme súmula vinculante nº 11 do STF, visto necessidade de resguardar a integridade física do detido e das equipes, pois se apresentava bastante agitado e com odor etílico, após contido e feito a revista pessoal, onde nada de ilícito foi localizado e em consulta ao Sistema SESP nada em seu desfavor foi localizado, colocado então no compartimento de transporte “camburão” da viatura, foi possível verificar que o policial da equipe RPA estava com lesões nos dedos da mão direita.

As equipes então ao tentar fazer a revista veicular, verificou que o carro estaria trancado, questionado sobre as chaves, este não soube informar o paradeiro da mesma, apresentando diversas versões.

Dessa forma foi necessário o deslocamento até o local para pegar a chave reserva do veículo para então abrir e dar continuidade nas buscas, após o veículo aberto, foi possível encontrar no seu interior a faca da qual este teria pegado para ameaçar e amedrontar sua amasia e também sua enteada, esta de cabo amadeirado e lâmina de aproximadamente 12 cm, após buscas, o veículo foi encaminhado até o pátio da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) e notificações de trânsito lavradas.

O autor foi encaminhado até a UPA pela viatura rotam e a vítima de 38 anos e sua filha pela equipe RPA para realização de laudo de lesão em todos os envolvidos e posteriormente até a 21ª SDP para dar continuidade nos procedimentos, sendo também feito laudo de lesão no policial militar, mediante lesões anteriormente ditas. Conforme relatado sobre o odor etílico, foi oferecido a Renan a realização do exame de alcoolemia no sopro “bafômetro”, no aparelho baf-300, que realizado o exame aferiu o valor de 0,12 mg/l.

Fonte: Comunicação Social da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse