AINDA ONTEM…

Uma homenagem ao Dr. Nelson Martins Schiavinatto

“Tenha coragem para lidar com grandes tristezas da vida. E para lidar com as pequenas também. E, depois de ter cumprido laboriosamente sua tarefa diária, vá dormir em paz. Deus continua acordado!”

VICTOR HUGO

Ainda ontem, ele chegou para morar em Cianorte, jovem, magro, alto, garboso, elegante e seguro de sua profissão de médico. Casado com nossa amiga Neiry, professora, logo se integrou com a comunidade local, foi fazendo amigos que o acompanharam pela vida toda. Alguns amigos queridos se foram ao longo desta jornada de mais de cinquenta anos, mas, você Nelson, continuou firme em seus propósitos.

Ainda ontem você se empenhou com toda a força de sua alma numa missão de caridade, silenciosamente, atendendo o próximo, sendo no Centro Espírita, fiel à sua crença espírita, sendo no Lar Infantil Alan Kardec, local que por dezenas de anos teve a sua mão generosa e a da Neiry e onde eram recolhidos os órfãos da cidade, ou crianças abandonadas. Muitos anos antes do poder público se organizar com creches, com asilos, com casas de ajuda, com conselhos comunitários, você acolhia com carinho os infortúnios dos outros. Sua dedicação exclusiva era, sobretudo, silenciosa! Desta forma você praticou a verdadeira caridade! Sem tomar para si os louros, sem ser visível!

Ainda ontem, ríamos às gargalhadas preparando nossas fantasias para aqueles carnavais inesquecíveis no Cianorte Clube, numa feliz roda de amigos que quase todos já foram ao encontro de Deus na sua frente. Fez parte da Diretoria na Gestão 1.987 a 1.989. Então, Deus lhe concedeu o privilégio de viver mais em família e completar seu ciclo preparado por Ele aqui na nossa terra querida. E como cumpriu com galhardia o seu ciclo! A Vera Helena, esposa do médico Dr. Rubens de Carvalho, em janeiro começava a preparar fantasias sofisticadas, mas alegres e deslumbrantes e lá íamos nós, festejar o Carnaval na alegria de nossa plena juventude. E quantas comemorações de aniversário, reunidos aqui e acolá, celebrávamos a passagem da vida onde a amizade se sobrepunha a qualquer outro interesse.

E ainda ontem quantas radiografias você fez ao longo de sua vida e quantos infortúnios você visualizou na transparência das chapas. E não economizou palavras de conforto para ninguém, principalmente, para mim.

E ainda ontem seus filhos foram nascendo com os mesmos princípios morais praticados pelo pai íntegro e bondoso, presente, determinado, e com o dom da paternidade conduziu todos os seus filhos no caminho que sonhavam.

E ainda ontem você era o maçom de grande influência e importância na Loja Maçônica, participando ativamente em todo tempo de sua existência nos programas sociais, comunitários, reconhecendo as três pontas do triângulo moral, que pratica a espiritualidade, a física, o conhecimento e a intelectual, a mística.

E ainda ontem derramei lágrimas pela perda inestimável quando acompanhamos à distância seu internamento e sequer pudemos lhe dar o último adeus!

Caro amigo, cumpra agora o seu destino espiritual que Ele lhe reservou! Sempre com Deus!

IZAURA VARELLA

CIDADÃ CIANORTENSE

Compartilhe: