Advogados protestam contra revista em Fórum

advogado-forum03Advogados de Maringá estão revoltados por serem barrados no Fórum ao passarem pela porta giratória de proteção com detector de metais. Essa semana houve dois casos com confusão, sendo que um deles acabou com ocorrência policial e prisão de um advogado. O caso mais recente aconteceu no começo da tarde de hoje. O advogado Dirceu Bernardi Jr. tentava entrar no Fórum para uma audiência quando a porta travou. O segurança pediu que ele apresentasse o que havia na pasta. O advogado se recusou e ficou parado dentro do equipamento (foto) evitando a entrada de outras pessoas.

Em poucos minutos várias pessoas ficaram barradas do lado de fora, enquanto o advogado discutia com os seguranças e pedia que chamassem a polícia porque ele não sairia dali. A confusão durou por aproximadamente meia até a chegada do diretor do Fórum.

O motivo do protesto e revolta dos advogados é que juízes e outros funcionários do Fórum não passam pela porta giratória de segurança e usam uma entrada lateral liberada pelos seguranças que ficam do lado interno. Os advogados maringaenses que trabalham no Fórum reclamam da falta de apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no caso e dizem que frequentam há anos o Fórum maringaense e se sentem desrespeitados pela restrição. “Se a OAB não faz nada, eu vou fazer!”, gritou o manifestante hoje no Fórum, enquanto tinha o apoio de outros advogados e ouvia reclamações de populares que queriam entrar no local.

PRISÃO – A primeira confusão aconteceu ontem (5), quando o juiz José Cândido Sobrinho, deu voz de prisão ao advogado Almeri Pedro de Carvalho, que quebrou um vidro após ser barrado na porta giratória da entrada principal, pela avenida Tiradentes. O advogado foi preso e levado para a delegacia. A porta danificada foi interditada hoje para reparos e o único acesso para o Fórum ficou pela segunda entrada, pela Centro de Convivência, onde ocorreu a confusão de hoje.

Texto e fotos: Andye Iore

advogado-forum02 advogado-forum01

Compartilhe:

Advogados protestam contra revista em Fórum

advogado-forum03Advogados de Maringá estão revoltados por serem barrados no Fórum ao passarem pela porta giratória de proteção com detector de metais. Essa semana houve dois casos com confusão, sendo que um deles acabou com ocorrência policial e prisão de um advogado. O caso mais recente aconteceu no começo da tarde de hoje. O advogado Dirceu Bernardi Jr. tentava entrar no Fórum para uma audiência quando a porta travou. O segurança pediu que ele apresentasse o que havia na pasta. O advogado se recusou e ficou parado dentro do equipamento (foto) evitando a entrada de outras pessoas.

Em poucos minutos várias pessoas ficaram barradas do lado de fora, enquanto o advogado discutia com os seguranças e pedia que chamassem a polícia porque ele não sairia dali. A confusão durou por aproximadamente meia até a chegada do diretor do Fórum.

O motivo do protesto e revolta dos advogados é que juízes e outros funcionários do Fórum não passam pela porta giratória de segurança e usam uma entrada lateral liberada pelos seguranças que ficam do lado interno. Os advogados maringaenses que trabalham no Fórum reclamam da falta de apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no caso e dizem que frequentam há anos o Fórum maringaense e se sentem desrespeitados pela restrição. “Se a OAB não faz nada, eu vou fazer!”, gritou o manifestante hoje no Fórum, enquanto tinha o apoio de outros advogados e ouvia reclamações de populares que queriam entrar no local.

PRISÃO – A primeira confusão aconteceu ontem (5), quando o juiz José Cândido Sobrinho, deu voz de prisão ao advogado Almeri Pedro de Carvalho, que quebrou um vidro após ser barrado na porta giratória da entrada principal, pela avenida Tiradentes. O advogado foi preso e levado para a delegacia. A porta danificada foi interditada hoje para reparos e o único acesso para o Fórum ficou pela segunda entrada, pela Centro de Convivência, onde ocorreu a confusão de hoje.

Texto e fotos: Andye Iore

advogado-forum02 advogado-forum01

Compartilhe: