GOVERNADOR APRESENTA PROJETOS DE INFRAESTRUTURA PARA GRUPOS DE INVESTIDORES DO CANADÁ 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta sexta-feira (10) do Paraná Infrastructure Round Table, promovido pela Invest Paraná, agência de promoção de investimentos do Estado, em Toronto, no Canadá. O encontro com representantes de fundos de pensão e empresários canadenses teve como objetivo apresentar os projetos de infraestrutura do Paraná, principalmente os rodoviários e ferroviários, além do cenário macroeconômico atual do Paraná. 

Ratinho Junior apresentou as iniciativas a representantes do Brazil-Canada Chamber of Commerce (BCCC), associação empresarial que tem como objetivo promover relações comerciais mais fortes entre o Brasil e o Canadá; o Ontario Teachers’ Pension Plan (OTTP), um dos maiores fundos de pensão do Canadá, que tem a meta de chegar aos 300 bilhões de dólares canadenses em ativos até 2030, com foco em investimentos em ativos verdes fora da América do Norte; o Sistema de Aposentadoria dos Funcionários dos Municípios de Ontário (OMERS), que investe em diversos ativos, incluindo ações, renda fixa, imóveis e infraestrutura; e a Associação Canadense dos Transportadores de Carga Internacionais (CIFFA), que representa empresas envolvidas no transporte de carga internacional.

Ele destacou o pacote de concessões rodoviárias, cujos lotes 3 a 6 devem ser leiloados pelo Ministério da Infraestrutura neste ano, com previsão de investimento de R$ 20 bilhões. Os primeiros já estão em funcionamento na região de Curitiba, Litoral, Campos Gerais, Centro-Sul e Norte Pioneiro, com previsão de mais de R$ 17 bilhões em inovações. As obras de todo o pacote de concessões envolve 1,8 mil quilômetros de duplicações, contornos rodoviários e tecnologia nas ligações entre as maiores cidades do Estado, num investimento de R$ 55 bilhões.

Para complementar esse planejamento logístico, Ratinho Junior apresentou aos empresários a Nova Ferroeste, corredor logístico que deve ligar o Porto de Paranaguá a Maracaju, no Mato Grosso do Sul, com ramais até Foz do Iguaçu e Chapecó (SC), otimizando o custo de escoamento das cooperativas paranaenses e a competitividade das empresas no mercado internacional.

O projeto vai promover a redução de 30% no transporte de insumos e produtos, a maioria grãos e proteína animal. Ele prevê investimento de R$ 35,8 bilhões em uma concessão de 99 anos, prevista para 2025.

“Além disso estamos investindo recursos do Estado em outros grandes projetos de infraestrutura em todas as regiões, com duplicações, terceiras faixas e rodovias em concreto em GuarapuavaGoioerê e no Sudoeste. Também vamos ganhar um novo porto seco em Foz do Iguaçu, mais amplo e moderno, e em breve a capacidade operacional do Porto de Paranaguá, que bateu oito recordes consecutivos de movimentação nos últimos meses, vai ser ampliada com o Moegão e novas concessões de áreas ociosas, permitindo maior integração com o modal ferroviário”, disse.

“O Paraná está disposto a reforçar os laços com o Canadá e fomentar cada vez mais os investimentos que estamos prontos para receber. Temos projetos sólidos e uma economia em franca expansão, com PIB crescendo a quase 6% ao ano e o maior índice de atividade econômica do Brasil. Também batemos recordes consecutivos de exportação (US$ 7,4 bilhões no primeiro quadrimestre), o que mostra que o mercado internacional aposta cada vez mais no Paraná”, complementou.

Ratinho Junior ainda apresentou um panorama do Estado e da relação que já existe com o Paraná. “Somos o Estado brasileiro com o maior número de universidades públicos do Brasil e nossa educação saltou do sétimo lugar para o primeiro lugar na principal avaliação nacional, que é o Ideb. Inclusive o Canadá é parceiro do Paraná num dos nossos melhores programas, que é o Ganhando o Mundo, com intercâmbios de alunos das escolas da rede estadual”, afirmou.

“O Estado também tem 32% do seu PIB já dentro da chamada economia verde e temos algumas das cidades mais saneadas do País, o que aponta um grande nível de qualidade de vida”, complementou.

AGENDA COM BROOKFIELD – Ratinho Junior também se encontrou com Ben Vaughan, COO Global de Infraestrutura da Brookfield Asset Management, empresa global de gestão de ativos, reconhecida por seu amplo portfólio em setores como imobiliário, infraestrutura, energia renovável e private equity. O governador também apresentou potenciais negócios no Estado, principalmente na área de infraestrutura.

AGENDA INTERNACIONAL – O Canadá é o terceiro destino internacional da semana da nova missão do Governo do Paraná. Na segunda-feira, Ratinho Junior confirmou que o Estado vai receber uma sede do Centro Pompidou, após encontro com a diretoria do museu, em Paris, e na quarta-feira ele participou do Congresso Econômico Europeu em Katowice, na Polônia. O fórum debate o futuro da economia polonesa e europeia sob a perspectiva de experiências de outros países. A presença do Paraná no evento é fruto de uma parceria com o Governo da Silésia.

PRESENÇAS – Também participaram da agenda os secretários de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, Planejamento, Guto Silva, e Comunicação, Cleber Mata; o diretor-presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin; o diretor de Relações Institucionais e Internacionais da Invest Paraná, Giancarlo Rocco; os deputados estaduais Alexandre Curi e Gugu Bueno; o diretor administrativo do BRDE, João Biral; o embaixador do Brasil no Canadá, Carlos França; o prefeito de Campina Grande do Sul, Bihl Zanetti; além de empresários ligados a esses fundos.

Fonte: AEN

Banner Edplants, Acesse