Estado e Federação discutem fortalecimento do ciclismo no Paraná


O secretário estadual do Esporte e do Turismo, João Barbiero, se reuniu nesta terça-feira (2) com a diretoria da Federação Paranaense de Ciclismo. Além de estreitar os laços entre o Estado e a Entidade de Administração Desportiva, o encontro tratou de projetos de desenvolvimento e melhor aproveitamento do ciclismo no Paraná.

A ideia é o fortalecimento da prática do esporte aliado também ao turismo. Há um reconhecimento, por parte do Estado, de que o ciclismo está em amplo crescimento e torna-se necessário um maior investimento que dê condições para que os ciclistas possam praticar o esporte com bem-estar e qualidade de vida.

“Vamos unificar o ciclismo com o acesso aos pontos turísticos do Paraná”, disse o secretário João Barbiero. Segundo ele, existem rotas percorridas de 60km até 200km e nesse percurso há pousadas, restaurantes, belezas naturais e demais atividades que fortalecem o comércio nas diversas regiões do Estado. “O ciclismo vai ser mais uma extensão do nosso trabalho na Secretaria”, acrescentou.

GRUPO DE TRABALHO

Barbiero ainda ressaltou que pretende criar dentro da secretaria um grupo permanente que vai trabalhar com os técnicos da Federação para criar projetos que desenvolvam cada vez mais o ciclismo dentro do Estado, seja vinculado ao turismo, na prática de lazer ou como esporte de rendimento.

O presidente da Federação Paranaense de Ciclismo, Eduardo Pereira, disse que o Paraná tem hoje uma gama muito grande de cicloturistas, cerca de 40 mil pessoas que exploram essas regiões de uma forma desordenada, cada um fazendo o seu trajeto. “Com essa parceria, estamos trazendo para o ciclismo qualidade de vida e organização para quem quer realmente usar a bicicleta como esporte, modalidade, turismo e mobilidade”, afirmou.

Também estavam na reunião o diretor-técnico da Liga de Ciclismo Campos Gerais, Mauro Paes; o presidente e vice-presidente da Liga, Jomar Trentin Filho e Lourival Paes Neto, respectivamente; e a diretora-técnica da Federação, Mónica Braga.

Fonte: Agência Estadual do Paraná

Compartilhe: