VOCÊ COMEU MUITO CHOCOLATE NA PÁSCOA?

A Páscoa é a celebração da morte e ressurreição de Jesus, sendo o acontecimento mais importante para todos os cristãos. Um dia especial repleto de alegria, para passar ao lado de amigos e familiares; e provavelmente também seja a época do ano, que os chocólatras mais amam. Uma data festiva, recheada de muitos ovos, caixas de bombons e barras de chocolate.

Sem duvida nenhuma o chocolate é gostoso, deixa nossos dias mais doces, completa grande parte das sobremesas e seu gostinho até remete muitas lembranças da infância. Para todos os momentos, o chocolate se torna sempre uma boa pedida.

Depois do domingo e as comemorações, vem o dia seguinte e as sobras dos ovos de chocolate, que acabam causando um peso na consciência pelo exagero no chocolate. Se você gosta tanto desses doces, mas fica com receio de comê-los devido aos problemas bucais que podem causar, tais como cáries, tártaro, mau hálito etc. saiba que o chocolate não é tão vilão dos dentes.

Algumas pesquisas apontam que chocolate é rico em proteínas, cálcio, fosfato e outros minerais.. Já outro estudo, realizado na Universidade de Osaka no Japão, aborda que a casca do grão de cacau (o principal ingrediente do chocolate), tem um efeito antibacteriano na boca.

Se possível quando for escolher, saiba que os amargos são as melhores opções para o seu sorriso. Eles possuem menos açúcar e oferecem menos ingredientes para as bactérias da boca produzirem o ácido que causa a cárie. Os chocolates sem recheio também são os mais indicados, pois grudam menos nos dentes e são mais fáceis de serem removidos na higiene bucal.

Entretanto, por trás de tantas coisas boas, é preciso tomar alguns cuidados:A sensibilidade dentária é um problema que afeta a polpa do dente. Isso normalmente acontece quando o esmalte sofre um desgaste, deixando a dentina exposta. Por isso sentimos dor ao mastigar algum alimento quente, gelado, cítrico ou doce, como o próprio chocolate. Nesta situação, o incômodo acontece em dentes com cárie, restaurações com infiltração, ou com a raiz exposta.

O chocolate em si não causa o problema; o problema começa no consumo frequente associado a uma má higiene bucal. Você pode comer chocolate, desde que faça a correta limpeza dos seus dentes. De uma maneira geral devemos saber que a quantidade de açúcar consumida é menos importante que a frequência. O que preocupa é o tempo em que o dente fica exposto ao açúcar, e não o tamanho do chocolate que você comeu.

De forma geral, os chocolates trazem diversos benefícios,pois esses alimentos são menos prejudiciais aos dentes e gengiva, quando comparados aos demais açucares contidos nos demais alimentos. Porém, se não for realizada uma higienização bucal correta (através da escovação, uso do fio dental e também do flúor), os efeitos podem ser contrários, ocasionando diversos problemas bucais.

Compartilhe: