UFRJ recupera fóssil de Luzia no Museu Nacional


Partes do esqueleto de Luzia, o fóssil humano mais antigo do País, foram encontrados nessa sexta-feira (19). Os fragmentos estavam nos escombros do Museu Nacional do Rio de Janeiro, que foi atingido por um incêndio em setembro.

O anúncio foi feito pela professora Cláudia Carvalho, responsável pela equipe de resgate das obras após a tragédia. Segundo a pesquisadora, quase todo material poderá ser recuperado. O diretor da instituição, Alexander Kellner, ainda reforçou que outras peças do acervo estão sendo recuperadas.

Os restos mortais de Luzia foram encontrados em Minas Gerais em 1975. O crânio, ossos da perna e bacia datam de 11,5 mil anos e a estimativa é de que ela tenha morrido aos 25 anos. Trata-se do vestígio mais antigo dos hominídeos da época.

Fonte: UFRJ

Compartilhe: