UEM forma engenheiros agrícolas no Câmpus do Arenito

uem-formatura04

O Câmpus Regional do Arenito da Universidade Estadual de Maringá, em Cidade Gaúcha, realizou na noite da última segunda-feira (6), a colação de grau de 16 formandos em Engenharia Agrícola, pela Universidade Estadual de Maringá. A solenidade ocorreu no Centro Cultural Olga Deücher Tormena, e foi presidida pelo vice-reitor da UEM, Júlio Damasceno. A cerimônia também contou com a presença de professores, autoridades locais e por familiares dos formandos.

Em discurso, o vice-reitor, Julio Damasceno falou sobre o destaque daqueles se formam pela UEM. Ele ainda frisou a importância do engenheiro agrícola para a economia sustentável do país. “A agricultura é a base da economia brasileira, e esses formandos da UEM têm papel importantíssimo para a evolução da nossa agricultura”, afirmou Damasceno.

Durante a cerimônia, autoridades de Cidade Gaúcha ressaltaram a importância da UEM para o município. De acordo com o ex-prefeito e atual chefe de gabinete da prefeitura, Ideval Ferrarini, a presença do Câmpus do Arenito na cidade é um divisor de águas para economia regional. “Depois da instalação do Câmpus do Arenito, muita coisa aconteceu. Desde então, a cidade é mais valorizada”, afirma Ferrarini.  O vice-prefeito, Vardemir Abrahão Silvestre, sinalizou apoio do executivo municipal para abertura graduação em outras áreas na cidade. “Novos cursos poderão aumentar a estabilidade do município”, acrescenta Silvestre.

A abertura do curso do Engenharia Agrícola da UEM em Cidade Gaúcha veio de encontro com as atividades da agricultura praticadas no município. De acordo com o diretor do Câmpus do Arenito, Marcelo Alessandro Araújo, os recursos agrícolas disponíveis naquela região propiciam cenário ideal para a qualidade técnica e científica dos formandos. “Nós estamos numa região agrícola essencialmente voltada a cana-de-açúcar e criação de gado, a nossa graduação está inserida nesse contexto”, confirma o diretor do Câmpus.

Texto e foto: ASC UEM

Compartilhe: