UBS e UPA: quais são as diferenças e qual procurar

atendimento

 São muitas as siglas que designam as instituições de saúde na rede pública. Com isso, é comum o surgimento de dúvidas no momento de procurar atendimento. No entanto, para aproveitar melhor os serviços, é preciso compreender a finalidade de cada órgão e destinar-se ao local certo. Neste sentido, um dos equívocos mais comuns é com relação a o que fazem a UBS, a UPA e os hospitais.

“O Sistema Único de Saúde, o SUS, é estruturado de forma que cada tipo de atendimento tem um destino certo. A rede é dividida em atenção básica, que é composta pelas UBS e equipes de Saúde da Família; em nível intermediário, feito pelo Samu e UPA; e em média e alta complexidade, atendidas nos hospitais”, explica o secretário municipal de Saúde, Rogério Sossai.

Assim, a UBS é a Unidade Básica de Saúde, popularmente conhecida como postinho de saúde. Em Cianorte, existem 13 unidades distribuídas pelos bairros da cidade, sendo que cada distrito conta com uma. São locais onde o cidadão pode receber, gratuitamente, os atendimentos essenciais em saúde e odontologia, além de ter acesso a medicamentos e outros serviços primários. “A UBS conhece cada paciente e resolve cerca de 80% dos problemas de saúde da população da localidade em que ela é responsável. É neste tipo de unidade em que é realizado o pré-natal, o cuidado de crianças e idosos, o acompanhamento adequado dos hipertensos e dos diabéticos, entre outros. Resumindo: é o local responsável por ações de prevenção, de promoção da saúde e de acompanhamento continuado do tratamento das pessoas”, destaca o secretário.
Já a UPA, que é a Unidade de Pronto Atendimento, realiza serviços de complexidade intermediária, de urgência e de emergência, como, por exemplo, às vítimas de acidentes e de problemas cardíacos. Nessas unidades, o paciente é avaliado de acordo com a classificação de risco, podendo ser liberado ou permanecer em observação por até 24 horas, ou se necessário, ser removido para um hospital de referência.

“Portanto, o atendimento da UPA é diferente e complementar ao da UBS e dos hospitais, sendo destinado aos casos de urgência e emergência, ou seja, para aliviar o sofrimento de problemas pontuais, de um determinado momento. O tratamento é realizado pela UBS e os procedimentos de alta complexidade, como uma cirurgia, ocorrem nos hospitais”, salienta Sossai.

Com relação aos hospitais, que atendem média e alta complexidade, Cianorte conta com o Hospital e Maternidade São Paulo e com a Santa Casa, sendo que o primeiro é responsável pelas especialidades de obstetrícia e pediatria e a segunda pelo atendimento nas demais áreas. “Os hospitais recebem casos mais críticos, de risco à vida, que necessitam de internamento, cirurgia e outras intervenções”, citou o secretário.

Para o prefeito Bongiorno, a compreensão da finalidade de cada instituição de saúde pelos usuários é essencial para que a rede funcione. “A dúvida entre escolher um posto de saúde, a UPA ou um dos hospitais é comum entre os pacientes do sistema público de saúde e acaba provocando filas desnecessárias e ocupando profissionais que poderiam estar cuidando de outras enfermidades. Assim, recorrer ao local certo poupa tempo e recursos. Além disso, para efetivamente cuidar da saúde é preciso usufruir mais do preventivo que é realizado nas UBS e menos do paliativo da UPA”, afirmou.

ubs-x-upa

Texto e foto: Ascom Prefeitura de Cianorte

Compartilhe: