Trecho da Estrada Rodeio recebe obras de pavimentação

Dando continuidade aos trabalhos de melhoria do tráfego na Estrada Velha, mais conhecida como Estrada Rodeio, a Prefeitura de Cianorte, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, está realizando obras no trecho compreendido entre o entroncamento com a Estrada Pala e a divisa com São Tomé, preparando quatro quilômetros para receber pavimentação asfáltica. O local está passando por terraplanagem, nivelamento e compactação do solo, assim como adequação das curvas de nível e das caixas de contenção na faixa de domínio para melhorar a drenagem da pista de rolamento, entre outras.

Na última semana, foi iniciada a segunda fase da benfeitoria, por empreiteira contratada por licitação, tipo menor preço, para a execução da sub-base com brita graduada simples usinada, que garante estabilidade e durabilidade para que, posteriormente, o trecho possa receber o tratamento superficial duplo (TSD) com microrrevestimento asfáltico por usina móvel, realizado pelo Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná – CINDEPAR. O investimento é de pouco mais de um milhão de reais.

“Esta estrada apresenta um considerável fluxo de veículos, tanto leves quanto pesados, seja de moradores ou de produtores rurais que anseiam e merecem contar com melhorias nas condições de deslocamento. No ano passado, pavimentamos o trecho que liga a via de acesso à Vidigal [Rodovia José da Silva] à Venda Santo Antoninho [Estrada Pala], beneficiando a circulação em dezenas de carreadouros. Agora, estamos expandindo as obras e, consequentemente, ampliando o número de favorecidos”, disse o prefeito Bongiorno, que esteve no local, acompanhando o andamento das obras, juntamente com o vice, Beto Nabhan, e os secretários Allan Marchini (Serviços Públicos) e Nelson Magron Júnior (Desenvolvimento Urbano).

FAIXA DE DOMÍNIO

Com a realização das obras, é importante lembrar que, de acordo com a Lei Municipal nº 2.778/2006, a largura das estradas rurais de Cianorte é de 15 metros de pista mais 10 metros para cada lado de faixa de domínio, que é a área do município destinada à construção e operação das vias, acostamento, sinalização, elementos de drenagem, entre outros. “Por isso, os proprietários de imóveis marginais ao trecho em reforma podem ficar tranquilos: os serviços em execução, como as curvas de nível e caixas de contenção, não estão adentrando suas propriedades”, assegurou o engenheiro civil responsável pela fiscalização da obra, Nelson Junior Tanji. “Essas benfeitorias são de suma importância para a vida útil do pavimento, assim como para garantir a trafegabilidade com segurança, visto que água empoçada prejudica a durabilidade do material betuminoso e também pode provocar acidentes, aquaplanagem de veículos, entre outros”, completou o engenheiro.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse