Telhado embutido x Telhado aparente QUAL O MELHOR?


Warning: json_encode() expects parameter 2 to be long, string given in /home/folha/public_html/wp-content/plugins/envira-gallery/src/Functions/gallery.php on line 576

Warning: json_encode() expects parameter 2 to be long, string given in /home/folha/public_html/wp-content/plugins/envira-gallery/src/Functions/gallery.php on line 576

Quando pensamos em construir ou reformar, uma das primeiras perguntas que o profissional contratado (arquiteto ou engenheiro) nos faz é: você quer uma casa “tradicional” que possua o telhado aparente e beirais ou uma “moderna” com telhado embutido? 

Apesar de aparentemente ser apenas uma questão de estética a resposta a essa pergunta implicará muito na sequência do projeto, pois além da aparência, a escolha do tipo de telhado é determinante no tempo de execução do mesmo e também na aquisição de materiais para sua construção, já que em alguns casos tem que ser encomendados em função da não disponibilidade nas lojas locais. 

Há pouco tempo atrás o uso do telhado aparente com telhas de barro era o mais utilizado pela população, com o passar dos anos as construções com telhado embutido passaram a ser mais procuradas e empregadas nas residências. Com isso é natural que apareça a seguinte pergunta: Qual deles é o melhor?  

O telhado aparente é o mais tradicional e até então o mais utilizado em nosso país, nele as telhas ficam expostas e podem ser vistas na fachada da casa. Já o embutido é aquele onde as telhas ficam escondidas dentro de uma platibanda, dando uma sensação de uma obra mais moderna.  

Dentre as principais vantagens do telhado aparente, podemos citar a utilização de telhas de barro que além de serem mais baratas oferecem conforto térmico e acústico, são mais resistentes ao tempo, e ainda proporcionam uma ótima aparência. Se a pessoa quiser, poderá optar pela telha de concreto ou telhas mais nobres que oferecem todas as qualidades da telha de barro, apresentando um resultado de acabamento mais satisfatório. 

Em relação as desvantagens desse tipo de telhado podemos citar o custo de sua execução, normalmente esse tipo fica mais caro, pois requer um madeiramento mais estruturado, além de exigir uma maior qualidade de mão de obra de carpinteiros, pedreiros e outros profissionais pois exige bastante tempo para sua execução. O custo da telha também influencia, podendo variar muito de acordo com a qualidade do material escolhido.  

Já o telhado embutido é mais atual e imponente ficando em harmonia com os atuais padrões arquitetônicos de construção e quando bem executado permite um resultado estético diferenciado, no qual as telhas ficam escondidas (ou embutidas) por platibandas. Devido à aparência diferenciada, os imóveis com esse estilo muitas vezes são chamados de “casa sem telhado”. 

Uma de suas principais vantagens é o seu custo final, já que salvo algumas exceções, ele tende a ser bem mais em conta já que emprega pouca madeira, pois suas telhas são grandes e leves (fibrocimento, sanduiche ou metálica), além disso utiliza-se de mão de obra reduzida pois é executado em menos tempo além de possuir uma estrutura bem mais simples que a do telhado aparente. 

Como desvantagem existe o fato de ser um telhado mais frágil, especialmente no caso da telha de fibrocimento que quebram com facilidade, além disso as casas com telhados embutidos geralmente ficam mais expostas ao sol e à chuva. Isso quer dizer que você terá que repintar sua fachada mais vezes, mas não é só isso,  as calhas internas precisam ser muito bem planejadas e executadas , além de precisarem de manutenção constante pois se forem mal dimensionadas ou entupirem, numa chuva forte poderá entrar água pela casa inteira danificando gesso, móveis, pisos de madeira, entre outros. 

O calor também aparece como um grande problema nesses casos pois as telhas utilizadas (geralmente fibrocimento ou metálicas) esquentam muito e como a altura dos telhados embutidos na maioria das vezes é baixa, o calor alcança facilmente a laje/forro e irradia rapidamente para os cômodos causando desconforto térmico aos moradores. Por isso, sugere-se a colocação de manta térmica sob as telhas para ajudar a amenizar esse problema. Outro revés nesses casos é que, como foi dito acima, o telhado embutido geralmente possui pequena altura o que inviabiliza a utilização do espaço existente entre ele a laje para a colocação de caixas d’água, maquinas de ar-condicionado, etc., além de que, o acesso ao seu interior para realização de manutenção (elétrica, hidráulica entre outras), é bastante complicado.  

Sabendo então dessas diferenças, basta escolher o que se encaixa melhor no seu projeto, porque ambos os sistemas possuem vantagens e desvantagens.   

Esse foi mais um artigo que o Bora pra Obra preparou para vocês. Na próxima semana falaremos sobre a forte tendência dos imóveis compactos no mercado imobiliário. Não percam! 

Até lá. 

Compartilhe: