Tecpar chega aos 78 anos como referência na área de saúde

DCIM100MEDIADJI_0075.JPG

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) completa 78 anos nesta quarta-feira (6). Surgido como um pequeno laboratório, em 1940, o Tecpar é uma empresa pública do Governo do Estado que hoje é reconhecido também, como referência em saúde, como fornecedor oficial, ao SUS, de medicamentos para tratamento oncológico.

Fundado como Laboratório de Análises e Pesquisas, a instituição teve à frente o jovem cientista Marcos Augusto Enrietti, médico veterinário que idealizou o instituto. Um ano depois de sua criação, o laboratório foi transformado no Instituto de Biologia Agrícola e Animal, expandindo sua atuação e contribuindo ainda mais para o desenvolvimento econômico do Paraná. Em dezembro de 1942, o interventor Manoel Ribas assinou um decreto que alterava sua denominação para Instituto de Biologia e Pesquisas Tecnológicas, abrindo novas frentes de atuação à instituição.

Três décadas mais tarde, em 1978, o IBPT passou a ser denominado Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), o que trouxe mudanças na estrutura jurídica e administrativa da instituição, que ganhou status de empresa pública com personalidade jurídica de direito privado.

INDEPENDENTE

Hoje, o Tecpar é uma empresa independente do orçamento do Governo do Estado. Projetos de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) propiciam ao instituto fornecer medicamentos ao SUS e, ainda, se tornar autossuficiente financeiramente. “Chegamos aos 78 anos como empresa estatal independente, com um portfólio diversificado de produtos e focados em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. O Tecpar é independente, sem deixar de ser uma empresa pública paranaense, atuando com foco no cidadão”, afirma o diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix.

Hoje o Tecpar conta com 379 empregados diretos e 241 colaboradores indiretos (terceirizados, estagiários e pesquisadores bolsistas). No portfólio de produtos da área da saúde, além da vacina antirrábica veterinária, que o instituto já fornece ao Ministério da Saúde há mais de 40 anos, há medicamentos biológicos utilizados no tratamento de câncer e de artrite reumatoide (Bevacizumabe, Infliximabe, Trastuzumabe, Adalimumabe, Rituximabe e Etanercepte); tratamento de doenças raras (Imiglucerase e Betagalsidase) e e um sintético (Lenalidomida), indicado para mieloma múltiplo. O Trastuzumabe já está sendo entregue ao Ministério da Saúde.

Além disso, o instituto oferece ainda serviços e soluções tecnológicas ao mercado, nas áreas de saúde, meio ambiente, energia, tecnologia de materiais, agronegócio, certificação e inspeção, assessoria em negócios e medições e validação.

INCUBADORA

Já na área de Empreendedorismo Tecnológico e Inovador, o Instituto conta com duas unidades da Incubadora Tecnológica do Tecpar (Intec), com a qual dá apoio a empresas nascentes inovadoras em Curitiba e em Jacarezinho, no Norte Pioneiro. Também possui a Agência Tecpar de Inovação, que desenvolve as atividades de prospecção e inteligência tecnológica. Na área de Educação, com a plataforma de Educação a Distância, o Tecpar oferta cursos de capacitação profissional e tecnológica ao mercado privado e aos servidores públicos paranaenses.

O Tecpar está presente no Paraná, com campi e projetos, nas cidades de Curitiba (CIC e Juvevê), Maringá, Ponta Grossa, Jacarezinho, Araucária, Toledo e Guarapuava.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: