• folhadecianorte@gmail.com

Fale com a Folha

44 3018-2015


24 de novembro de 2017

8:46

Tapejara alerta proprietários de imóveis desocupados

Publicado em 30 de novembro de 2015

terrenos

A Prefeitura de Tapejara, no intuito de prevenir o aparecimento de novos focos do mosquito transmissor da dengue, reforçará a partir de hoje (30) um grupo de trabalho com representantes de vários Departamentos, para realizarem uma maior fiscalização nos terrenos baldios e residências desocupadas que possam conter algum tipo de material que contribua especialmente para o acúmulo de água.

Uma das principais dificuldades para a comprovação e eliminação de possíveis focos do Aedes aegypti é o grande número de terrenos baldios espalhados pela cidade. Exatamente por isso a Prefeitura faz um apelo aos proprietários destes terrenos para que realizem periodicamente a limpeza e corte de vegetação existente. É necessário lembrar também que o mosquito pode colocar ovos até mesmo numa pequena quantidade de água parada, como em uma tampinha de garrafa, por exemplo.

Outra situação que ocorrerá recentemente foi a descoberta por uma das equipes de Agentes Comunitários de Saúde de uma residência, que aparentemente encontrava-se abandonada, demonstrando na ocasião um ambiente perfeito para a proliferação do mosquito e de outros insetos, sendo encontrado um grande número de peças de roupas usadas e muito lixo acumulado ao ar livre.

A Diretora do Departamento de Saúde relatou que a população deve colaborar para a manutenção da limpeza da cidade e que se presenciar algum munícipe jogando lixos e entulhos em terrenos, pode ligar diretamente para a Divisão de Vigilância Sanitária no telefone 3677-2517, sendo que a denúncia será anônima. “Se cada um fizer a sua parte, fiscalizando seus quintais e terrenos de sua propriedade, recolhendo materiais que estão ao relento e que podem acumular água, bem como realizar a limpeza periódica, só assim erradicaremos este mosquito de nossa cidade. Da mesma forma, quando qualquer cidadão identificar um terreno baldio ou residência com materiais que possam servir para o mosquito se proliferar, peço por favor, ligue para a Vigilância Sanitária para que possamos eliminar estes possíveis focos”, disse a Diretora Cida da Saúde.

Removendo folhas, galhos e tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas e ralos externos; lavando com escova e sabão, uma vez por semana, utensílios usados para guardar água, como jarras, garrafas e baldes; procurando sempre encher de areia até a borda os pratinhos de vasos de planta; guardando garrafas de cabeça para baixo; mantendo materiais de construção em locais cobertos e secos, são algumas das muitas formas de prevenirmos o acometimento da dengue.

 Texto e foto: Assessoria PMT

"Conteúdo protegido por direitos autorais. Cite crédito ao usar textos e fotos da Folha de Cianorte"

About the author /


adminfolha

Jornal Folha Regional de Cianorte

Endereço: Av. Brasil, 1167, Cianorte - PR.

Telefone: (44) 3018-2015

Email: folhadecianorte@gmail.com

Diretor proprietário

Luiz Antônio Barbosa

Editor de conteúdo

Andye Iore.

Desenvolvido por Web 7 - Soluções digitais