Suspeitos de participação em roubo são detidos pela PM

As equipes tomaram conhecimento de que um indivíduo estava efetuando roubos na região da pista de caminhada situada na extensão da Av. Atlântica, imediações da UEM, e que ele utilizava um revólver preto e tinha como meio de transporte uma bicicleta Caloi 10 preta. Ainda, tal cidadão efetuou um roubo de um J7 Prime, na Avenida Atlântica, próximo ao “fantasminha”, no último dia 03 de junho.

Diante de todo o exposto, as guarnições intensificaram o patrulhamento na área de atuação do meliante e, nesta sexta-feira (07), por volta das 11h45min, a equipe Escolta logrou êxito em abordar dois indivíduos na Rua Dom Pedro II cruzamento com a Rua Afonso Pena, os quais apresentaram atitudes suspeitas ao perceberem a viatura.

Os dois foram identificados como: um homem de 19 anos e um adolescente de 17 anos de idade. Durante as buscas, foi encontrado, próximo aos cidadãos, um simulacro de revólver preto, os quais assumiram a responsabilidade por tal objeto. Indagados, o menor de idade disse que chamou o maior para irem “resgatar” a sua bicicleta furtada anteriormente, indo atrás do possível autor utilizando a réplica de arma de fogo. Questionado qual seria o modelo da sua bicicleta furtada, o menor disse que uma Caloi 10, preta com amarelo, fato que levantou mais indicações de que ele seria o autor do roubo citado no início.

A equipe deslocou até o endereço do menor de idade para averiguar se ele tinha algum vínculo com o delito. No local, foram encontradas vestes condizentes com as repassadas pela vítima do roubo (as quais foram apreendidas), e, após indagado, o menor confessou que realmente havia praticado a ilicitude próximo ao “fantasminha”.

Ato contínuo, as guarnições conseguiram chegar até o endereço do indivíduo que comprou o celular roubado. Foi feito contato com a sua esposa, a qual confirmou que o seu marido havia comprado há alguns dias o celular J7 Prime pelo valor de R$ 200,00. As equipes aguardaram a chegada do cidadão, um homem de 45 anos, momento em que ele entregou o celular (produto de roubo) para os policiais.

Diante de todo o exposto, os maiores de idade receberam voz de prisão e o menor de apreensão, sendo cientificados sobre os seus direitos constitucionais para a ocasião. Por fim, as partes, juntamente com o simulacro, celular recuperado e demais objetos, foram encaminhados para a 21ª SDP para os procedimentos de praxe.

Fonte: Comunicação Social da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar

Compartilhe: