Superávit financeiro do quadrimestre é de R$ 22,7 milhões

prestacao contas3Com arrecadação superando as expectativas, o município de Cianorte fechou o primeiro quadrimestre de 2015 com superávit de R$ 22,7 milhões. Esse foi o resultado apresentado na audiência pública realizada ontem (26) nas dependências da Câmara Municipal, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal.

De janeiro a abril, foram arrecadados quase R$ 70 milhões, dois quais, pouco mais de R$ 46 milhões foram utilizados para liquidar dívidas de diferentes naturezas, não considerados os empenhos não processados. Os dados foram apresentados pela equipe contábil da Prefeitura.

Somente na área da Educação, foram gastos R$ 14,4 milhões, o que corresponde a 22,95% da receita resultante de impostos e transferências constitucionais. Já na Saúde, as despesas foram de R$ 15,5 milhões, o que indica um percentual de 20,82% do total. As despesas de gastos com pessoal foram de aproximadamente R$ 80 milhões, correspondendo a 47,47% da receita corrente líquida.

Durante o mesmo período, a Capseci (Caixa de Aposentadorias e Pensões dos Servidores de Cianorte) teve de arrecadação, de acordo com a equipe contábil presente à audiência, mais de R$ 7 milhões. Desse valor, pouco mais de R$ 4 milhões foram gastos com previdência e administração, restando um saldo positivo de mais de R$ 3 milhões.

De acordo com o prefeito Bongiorno, o superávit financeiro indica aspectos positivos ao desenvolvimento do município. “Significa que estamos realizando um ótimo controle em relação à receita e as despesas de ordem pública. Ainda assim, visando sempre à segurança, continuaremos trabalhando com mais eficiência de modo a fazer valer cada contribuição e arrecadação”, comentou.

LEGISLATIVO – O balanço financeiro do Legislativo, no mesmo período, também indicou resultados positivos. O orçamento para o ano todo é de pouco mais de R$ 4 milhões. Porém, no período, só foram gastos aproximadamente R$ 900 mil, sendo a maior parte das despesas aplicadas em pagamento de pessoal. Do repasse já feito pelo Executivo neste ano, que foi de mais de R$ 1 milhão, já foram economizados mais de R$ R$ 158 mil. Os dados foram apresentados pela contadora da Casa de Leis, Aline Magossi.

“Sabemos que cada economia feita no Legislativo irá representar algum serviço ou obra para a população. Por essa razão, temos alegria de, mais uma vez, estarmos entre as Câmaras que mais economizam, porque as benfeitorias dessa medida serão para todos os cianortenses”, disse, na ocasião, o presidente da Câmara, vereador Dadá.

Texto e foto: Cleber Gonçalves / Assessoria da Câmara

Compartilhe:

Superávit financeiro do quadrimestre é de R$ 22,7 milhões

prestacao contas3Com arrecadação superando as expectativas, o município de Cianorte fechou o primeiro quadrimestre de 2015 com superávit de R$ 22,7 milhões. Esse foi o resultado apresentado na audiência pública realizada ontem (26) nas dependências da Câmara Municipal, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal.

De janeiro a abril, foram arrecadados quase R$ 70 milhões, dois quais, pouco mais de R$ 46 milhões foram utilizados para liquidar dívidas de diferentes naturezas, não considerados os empenhos não processados. Os dados foram apresentados pela equipe contábil da Prefeitura.

Somente na área da Educação, foram gastos R$ 14,4 milhões, o que corresponde a 22,95% da receita resultante de impostos e transferências constitucionais. Já na Saúde, as despesas foram de R$ 15,5 milhões, o que indica um percentual de 20,82% do total. As despesas de gastos com pessoal foram de aproximadamente R$ 80 milhões, correspondendo a 47,47% da receita corrente líquida.

Durante o mesmo período, a Capseci (Caixa de Aposentadorias e Pensões dos Servidores de Cianorte) teve de arrecadação, de acordo com a equipe contábil presente à audiência, mais de R$ 7 milhões. Desse valor, pouco mais de R$ 4 milhões foram gastos com previdência e administração, restando um saldo positivo de mais de R$ 3 milhões.

De acordo com o prefeito Bongiorno, o superávit financeiro indica aspectos positivos ao desenvolvimento do município. “Significa que estamos realizando um ótimo controle em relação à receita e as despesas de ordem pública. Ainda assim, visando sempre à segurança, continuaremos trabalhando com mais eficiência de modo a fazer valer cada contribuição e arrecadação”, comentou.

LEGISLATIVO – O balanço financeiro do Legislativo, no mesmo período, também indicou resultados positivos. O orçamento para o ano todo é de pouco mais de R$ 4 milhões. Porém, no período, só foram gastos aproximadamente R$ 900 mil, sendo a maior parte das despesas aplicadas em pagamento de pessoal. Do repasse já feito pelo Executivo neste ano, que foi de mais de R$ 1 milhão, já foram economizados mais de R$ R$ 158 mil. Os dados foram apresentados pela contadora da Casa de Leis, Aline Magossi.

“Sabemos que cada economia feita no Legislativo irá representar algum serviço ou obra para a população. Por essa razão, temos alegria de, mais uma vez, estarmos entre as Câmaras que mais economizam, porque as benfeitorias dessa medida serão para todos os cianortenses”, disse, na ocasião, o presidente da Câmara, vereador Dadá.

Texto e foto: Cleber Gonçalves / Assessoria da Câmara

Compartilhe: