Servidores do Sistema Penitenciário cuidam da saúde física e mental

Servidores do Depen-PR de todo o Estado participam da 4ª Semana de Saúde do Trabalhador do Sistema Penitenciário. Com exames preventivos, palestras e bate-papos sobre a importância do cuidado com a saúde, o evento aconteceu até a última quarta-feira (13), Dia do Agente Penitenciário. As atividades foram abertas nesta terça (12), no Centro de Integração Social (CIS), em Piraquara.

“Esta feira é muito mais do que três dias de serviços oferecidos aos servidores. É uma forma de motivar cada vez mais o trabalho e as ações preventivas em relação à saúde do servidor penitenciário”, afirmou a chefe de gabinete do Depen, Ellen Queiroz. Ela explicou que nesta Semana de Saúde foram organizadas escalas de trabalho e logística para que todos pudessem participar, sem afetar a segurança e o funcionamento das unidades prisionais.

“A unidade está em funcionamento normalmente, mas o pessoal está sendo dividido para que todos possam vir, prestigiar e fazer os exames”, afirmou o diretor da Casa de Custódia de São José dos Pinhais (CCSJP), Alisson Souza de Andrade.

Com a parceria do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), o Depen do Estado, juntamente com as secretarias da Segurança Pública e da Saúde, promove os diversos serviços e atendimentos preventivos para verificação e orientação quanto ao melhor cuidado com o corpo e a mente.

“A Semana da Saúde vem para mostrar ao servidor o quão importante é ele se cuidar e, principalmente, reforçar a ideia de prevenção a este público”, disse a enfermeira e coordenadora do Setor de Epidemiologia do Depen, Lilian Andressa Zanchettin.

Este ano são ofertados exames preventivos, testes para detecção de doenças sexualmente transmissíveis, massagens e atividades relaxantes, ginástica laboral, além de palestras e bate-papos. Participam do evento prefeituras municipais e empresas e instituições públicas e privadas. Professores e alunos de universidades parceiras também integram o grupo de colaboradores da feira, além da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Escola Penitenciária e de Saúde Pública do Paraná.

“Fizemos um levantamento com todos os trabalhadores do sistema penitenciário e descobrimos o que eles mais estavam precisando. Com os dados, fomos atrás de quem poderia oferecer o serviço com qualidade nestes dias”, destacou a enfermeira.

“Após visitarmos todas as unidades do Depen do Estado, vislumbrou-se a oportunidade de oferecer aos servidores estes serviços preventivos para que eles busquem, depois, uma forma de se tratar e cuidar melhor da saúde. É um momento importante de refletir e a pensar na prevenção, que é tão necessária”, destacou o diretor do Centro Estadual da Saúde do Trabalhador da Secretaria da Saúde, Elizeu de Oliveira Freitas.

De acordo com o diretor da Penitenciária Estadual de Piraquara II, Humberto Benigno, há uma união de esforços em prol da saúde dos trabalhadores. “Falamos em saúde física também, mas nesse ambiente o que mais importa é a saúde psicológica e mental, e esta feira traz um resultado de preponderância ao trabalho dos agentes”.

A agente penitenciária Liza Fortes, que trabalha no Setor de Nutrição da sede do Depen, fez o exame de bioimpedância, que mede a composição corporal, verificando a quantidade de água, gordura e massa magra. “No resultado, aparece o peso corporal, altura, batimento cardíaco e índice de massa corporal. No meu, estava tudo dentro dos parâmetros”, afirmou.

Para o agente penitenciário da Casa de Custódia de Curitiba, Wilson da Silva, o evento é importante justamente por promover serviços que são necessários, mas que em função da correria do dia a dia não são procurados pelos servidores.

O evento também inclui práticas integrativas, atendimentos psicológicos e fisioterápicos, e acontece simultaneamente em Cascavel, Francisco Beltrão, Cruzeiro do Oeste, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Guarapuava, Ponta Grossa e Piraquara.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: