Seminário discute trabalho desenvolvido pelas redes de Educação e de Proteção da Criança e do Adolescente

O objetivo do encontro foi propor caminhos e direcionamentos aos casos presentes no cotidiano escolar

Os profissionais que atuam com a criança e o adolescente em Cianorte estiveram reunidos,na manhã desta quarta-feira (28), no auditório do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP), para participar do II Seminário de Diálogo entre Educação e Rede de Proteção da Criança e do Adolescente, promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Núcleo Regional de Educação e Secretaria Municipal de Assistência Social.

Durante o evento, cada órgão expôs a sua função dentro da Rede, bem como discutiu os caminhos e direcionamentos a serem adotados em cada caso.A preocupação dos integrantes é com os crescentes casos de violência, negligências, transtornos ligados à saúde mental e drogadição, enfrentados pela rede escolar.

Segundo a secretária municipal de Educação e Cultura, Maria Neuza Casassa, que na ocasião representou o prefeito Bongiorno, cada órgão tem uma ação prática a ser aplicada e, no Seminário, o objetivo é que o trabalho seja dividido e principalmente eficiente. “Muitas vezes as famílias não sabem como agir em determinadas situações, e aí entra o trabalho da Rede, direcionando os pais a tomarem as medidas corretas. É fundamental a participação da família, pois quando ela não se envolve, o trabalho fica prejudicado”, ressaltou a secretária.

O primeiro órgão a expor sua área de atuação e explanar suas ações foi o Ministério Público. A promotora, Dra. Elaine Lopo Rodrigues, destacou que o comprometimento de cada um dos integrantes da Rede com a causa é essencial para o sucesso do trabalho desenvolvido. “A ação preventiva dos professores na conscientização dos alunos sobre os direitos da criança e do adolescente, e principalmente buscando a participação mais ativa dos pais, é de suma importância. A educação é papel da família, e isso precisa ficar bem claro, pois quando não se tem esta consciência, a responsabilidade acaba sendo transferida para a escola, o que não está correto. Infelizmente parece que estamos vivendo uma inversão dos valores”, finalizou a promotora.

Participaram também da ocasião a representante do Núcleo Regional de Educação, a assistente técnica, Clarice Conceição Bongiorno; o representante da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar, o Soldado Rhay; o representante da Secretaria Municipal de Assistência Social, o assistente social, Fernando Ribeiro; o representante da Secretaria Municipal de Saúde, a assistente social, Carmem Lúcia Sartori; a assistente social do Ministério Público do Paraná, Adriéli Volpato Craveiro; membros das equipes técnicas do Núcleo Regional de Educação, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e da Secretaria Municipal de Assistência Social; conselheiros municipais; diretoras e coordenadoras pedagógicas de instituições municipais e estaduais.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Cianorte

Compartilhe: