Secretaria de Saúde disponibiliza atendimento especial para testes rápidos

 

testerapido2Em Cianorte, o Dia Internacional da Luta contra a AIDS, fixado em 1º de dezembro, não passará em branco. Isto porque, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), elaborou um cronograma especial para o atendimento à população, com horário de expediente estendido, para incentivar a realização dos testes rápidos para o HIV, Sífilis, Hepatite B e Hepatite C. Neste sábado (02), a instituição de saúde, que está localizada na Travessa Itororó, 400 (fundos do antigo PA), prestará os serviços das 8h30 às 15h30. Já na semana seguinte, de segunda (04) a quinta-feira (07), o funcionamento ocorrerá das 7h30 às 19h30, sem pausa para o almoço.

“Com isso, pretendemos oportunizar o acesso para as pessoas que, devido a rotina do dia a dia, acabam postergando ou não encontrando tempo para realizar os testes. Dessa forma, vamos ampliar ”, conta a chefe da Divisão de Vigilância em Saúde, Heloisa Dantas. A detecção da infeção, seja por HIV, Sífilis, Hepatite B ou Hepatite C, é realizada com a coleta de apenas uma gota de sangue e o resultado sai em 30 minutos. “São reagentes que, em contato com a amostra, revelam o diagnóstico. Por isso, são chamados de testes rápidos”, explica Heloisa.

Segundo a enfermeira do CTA, Aline Soares de Almeida Leal, a realização do teste é simples, sigilosa e gratuita. “Não há com o que se preocupar. Todo o procedimento é confidencial e não é necessário pedido médico, apenas a apresentação de um documento com foto e ter mais de 18 anos. A pessoa conta com orientações, tanto antes quanto depois do teste, e, no caso de resultado positivo para alguma doença, o paciente recebe toda a assistência médica e psicológica, sendo devidamente encaminhado ao órgão de referência no tratamento”, destaca.

DIAGNÓSTICO – Em Cianorte, do início do ano até o momento, foram realizados cerca de 1.800 testes rápidos. Desses, sete deram positivo para Hepatite C; 12 para a Hepatite B; 47 para o HIV e 150 para sífilis. “Isto demonstra que as doenças estão circulando pela nossa cidade. Por isso, ressaltamos a importância da testagem para diagnóstico, lembrando que quanto mais cedo o tratamento for iniciado, mais êxito terá”, alerta Aline.

testerapido

Compartilhe: