Sanepar usa nova célula no aterro sanitário

aterro-saneparA Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) colocou em operação uma nova célula no aterro sanitário de Cianorte, que receberá os resíduos sólidos urbanos de mais de 98 mil habitantes de Cianorte, Terra Boa e São Tomé. Totalmente impermeabilizada com geomembrana, a célula contém estrutura de drenos horizontais e verticais para a eliminação do chorume e gases. Foram investidos pela empresa R$ 545 mil para colocar a unidade em operação.

Esta é a quinta célula do aterro que foi projetada para compactar o lixo. A célula utilizada anteriormente teve a operação encerrada em abril e passará por obras de drenagem da água de chuva e revitalização ambiental, como o plantio de grama. “Nas quatro células existentes continuamos todo o processo de monitoramento, que inclui análise do chorume e dos gases”, afirma o gestor do aterro, Paulo César Martins.

Ele lembra que as células do aterro têm capacidades distintas por possuírem tamanhos e profundidades diferentes. Diariamente o aterro recebe cerca de 58,3 toneladas de resíduos, ou 1.749 mil toneladas por mês. Desse volume, cerca de 26% dos materiais, que poderiam ser reciclados, são encaminhados indevidamente ao aterro, misturados aos resíduos orgânicos.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL – Por meio de visitas monitoradas, a população tem oportunidade de conhecer todo o funcionamento do aterro de Cianorte, principalmente como os resíduos são conduzidos e dispostos nas células, como funcionam as lagoas de tratamento de chorume e o reflorestamento com plantas nativas, para manter a reserva legal da área.

Há também o espaço para que os visitantes possam desenvolver atividades de educação socioambiental. Lá, são orientados a realizar a correta separação dos resíduos domésticos, vivenciam dinâmicas para a sensibilização dos temas como resíduos, coleta seletiva e sustentabilidade.

Para a garotada, a Sanepar oferece atividades na esteira de brinquedo de separação de resíduos – onde podem fazer a separação correta do lixo, tal como é realizada na oficina de reciclagem da cidade. Contam ainda com jogos como o tabuleiro ecológico – em tamanho real – que traz informações e dicas de economia de água e preservação dos recursos naturais.

RESÍDUOS SÓLIDOS – Além de garantir água tratada para a população de 345 municípios paranaenses e coletar e tratar esgoto de 174 cidades, a Sanepar também atua na área de resíduos sólidos. Além de Cianorte, a Companhia é responsável pelos aterros sanitários de Apucarana e Cornélio Procópio. O Aterro de Cianorte recebe os resíduos de dois distritos (Vidigal e São Lourenço) e dos municípios de Terra Boa e de São Tomé.

Texto e foto: AE-PR

Compartilhe:

Sanepar usa nova célula no aterro sanitário

aterro-saneparA Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) colocou em operação uma nova célula no aterro sanitário de Cianorte, que receberá os resíduos sólidos urbanos de mais de 98 mil habitantes de Cianorte, Terra Boa e São Tomé. Totalmente impermeabilizada com geomembrana, a célula contém estrutura de drenos horizontais e verticais para a eliminação do chorume e gases. Foram investidos pela empresa R$ 545 mil para colocar a unidade em operação.

Esta é a quinta célula do aterro que foi projetada para compactar o lixo. A célula utilizada anteriormente teve a operação encerrada em abril e passará por obras de drenagem da água de chuva e revitalização ambiental, como o plantio de grama. “Nas quatro células existentes continuamos todo o processo de monitoramento, que inclui análise do chorume e dos gases”, afirma o gestor do aterro, Paulo César Martins.

Ele lembra que as células do aterro têm capacidades distintas por possuírem tamanhos e profundidades diferentes. Diariamente o aterro recebe cerca de 58,3 toneladas de resíduos, ou 1.749 mil toneladas por mês. Desse volume, cerca de 26% dos materiais, que poderiam ser reciclados, são encaminhados indevidamente ao aterro, misturados aos resíduos orgânicos.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL – Por meio de visitas monitoradas, a população tem oportunidade de conhecer todo o funcionamento do aterro de Cianorte, principalmente como os resíduos são conduzidos e dispostos nas células, como funcionam as lagoas de tratamento de chorume e o reflorestamento com plantas nativas, para manter a reserva legal da área.

Há também o espaço para que os visitantes possam desenvolver atividades de educação socioambiental. Lá, são orientados a realizar a correta separação dos resíduos domésticos, vivenciam dinâmicas para a sensibilização dos temas como resíduos, coleta seletiva e sustentabilidade.

Para a garotada, a Sanepar oferece atividades na esteira de brinquedo de separação de resíduos – onde podem fazer a separação correta do lixo, tal como é realizada na oficina de reciclagem da cidade. Contam ainda com jogos como o tabuleiro ecológico – em tamanho real – que traz informações e dicas de economia de água e preservação dos recursos naturais.

RESÍDUOS SÓLIDOS – Além de garantir água tratada para a população de 345 municípios paranaenses e coletar e tratar esgoto de 174 cidades, a Sanepar também atua na área de resíduos sólidos. Além de Cianorte, a Companhia é responsável pelos aterros sanitários de Apucarana e Cornélio Procópio. O Aterro de Cianorte recebe os resíduos de dois distritos (Vidigal e São Lourenço) e dos municípios de Terra Boa e de São Tomé.

Texto e foto: AE-PR

Compartilhe: