Rondon sedia Encontro Estadual da Sericicultura

sericicultura

O município de Rondon recebeu na última quinta-feira (20) o 35ª Encontro Estadual de Sericicultores que debateu alternativas tecnológicas capazes de contribuir com o incremento da produtividade e aumento da rentabilidade deste negócio. Aproximadamente 1,2 mil sericicultores participaram acompanhando a análise de especialistas sobre as perspectivas de mercado e preços para a próxima safra.

O Encontro Estadual de Sericicultores é importante para os tradicionais criadores atualizarem seus conhecimentos técnicos sobre a atividade e também para orientar aquelas famílias que têm a intenção de levar para as suas propriedades esse negócio.

O 35° Encontro Estadual de Sericicultores é uma realização da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento (Seab) e suas vinculadas IAPAR e Emater-PR, em parceria com a indústria de fiação Bratac e a prefeitura de Rondon.

A sericicultura é uma importante atividade produtiva para o Paraná, que é o maior produtor do país. É um bom negócio para a Agricultura Familiar, como diversificação da pequena propriedade, com geração de renda mensal, durante nove meses do ano. Portanto, é uma atividade economicamente viável, socialmente justa, e ambientalmente correta.

O Paraná participa com 84% da Produção Nacional de Casulos Verdes, 165 municípios com produção, 1.869 criadores, 1.972 barracões, 8.600 pessoas envolvidas, 3855 hectares com amoreiras, produzindo 2.437.000 quilos de casulos verdes/ano e um V.B.P (Valor Bruto da Produção) de R$40.210.500,00.

Somente na Macrorregião Noroeste são 1.147 famílias, 3.675 pessoas envolvidas, 2.434 hectares com amoreiras, uma produção de casulos verdes de 1.382.162kg/V.B.P e R$22.805.673,00/ano, transformados em 212.640kg de fios de seda, em torno de U$10.632.015,00 em exportação e a atividade está presente em 75 municípios da Macrorregião, dados referente à safra 2015/2016 (DERAL). O município de Rondon, conta com 15 criadores, 46 hectares com amoreiras, com uma produção total de 28.739 quilos de casulos verdes e um V.B.P de R$474.193,00.

MECANIZAÇÃO – Para o extensionista Oswaldo da Silva Pádua, da Emater de Nova Esperança, a iniciativa abre um bom espaço para a troca de experiências entre os criadores. “Temos aqui na região 18 agricultores acompanhados pela Emater, IAPAR e Bratac, cujas propriedades são consideradas modelo na aplicação de novas tecnologias e na gestão de seus negócios”.

Texto: Juliano Secolo com informações da AEN-PR, Prefeitura de Rondon e SEAB
Foto: Imagem ilustrativa

Compartilhe: