Rodovias estaduais tem dez mortes no Feriadão

Verão Paraná 2016/2017 - 24-02-2017 BPRV realiza operação co

Nos mais de 12 mil quilômetros de estradas estaduais, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) intensificou a fiscalização as ações preventivas durante o Carnaval. Nos cinco dias de feriado (das 14h de sexta-feira até 12h de quarta-feira) em todo o estado, foram registradas dez mortes em acidentes e os policiais militares abordaram 29 condutores embriagados, dos quais 18 foram autuados e 11 presos. Para diminuir acidentes cometidos por pessoas embriagadas foram feitos testes etilométricos (1.468) em todo o Paraná.

“Atuamos fortemente com a aplicação de operações com etilômetros, pois nossa maior preocupação foi de trazer mais segurança para as famílias que estavam em deslocamento pelas rodovias estaduais, além de fiscalização do excesso de velocidade. Todas as seis companhias do batalhão estiveram empenhadas e dedicaram-se para evitar acidentes e mortes no trânsito”, afirmou o Comandante do BPRv, tenente-coronel Antônio Zanatta Neto.

A fiscalização do excesso de velocidade durante o feriado de Carnaval também foi intensificada e resultou em 6.599 imagens por radar. No feriado do ano anterior foram 8.964. “Observamos que houve aumento nas infrações de trânsito e de imagens por radar, tendo em vista o comportamento do motorista”, disse o Comandante do BPRv, tenente-coronel Zanatta.

Segundo o relatório do BPRv, houve 133 acidentes com 132 feridos e 10 mortos, além de três atropelamentos neste feriado: no mesmo período do ano anterior foram 127 acidentes, 129 feridos, sete mortos e três atropelamentos. No feriado deste ano os policiais rodoviários emitiram 2.794 autuações de trânsito, 32% a mais que no feriado de 2016, quando foram emitidas 2.112. No feriado deste ano foram feitos 1.468 testes com etilômetros contra 2.335 no Carnaval de 2016.

“Mesmo com o reforço de campanhas educativas e de conscientização em todo o estado, observamos o aumento no número de acidentes e de óbitos, principalmente, nas rodovias estaduais, em comparação com 2016. Vamos intensificar ainda mais nossas fiscalizações e trabalhos educacionais para proporcionar mais segurança aos usuários das vias”, disse o Comandante do BPRv.

Além de evitar o transporte de materiais ilícitos no estado, como armas e drogas, as ações do BPRv abrangeram a fiscalização de documentos tanto de motoristas como de veículos e cargas, a fim de identificar veículos roubados, furtados ou que estejam com pendências tributárias, cargas sem nota fiscal ou contrabandeadas, e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) dos condutores. Nesse quesito houve uma redução: 161 veículos retidos em 2016 para 79 neste ano (-50,9%).

Uma novidade para este feriado foi a aplicação de um cão de faro nas abordagens a veículos de passeio e ônibus, para auxiliar as equipes policiais na localização de drogas e substâncias proibidas. O canino atua originalmente na região Norte do estado e esteve empenhado no Litoral do estado durante os dias de Carnaval.

LITORAL – Os policiais militares rodoviários redobraram as fiscalizações e operações nas rodovias que cortam a região litorânea devido ao fluxo constante de veículos para as praias do estado. Nos cinco dias de feriado, houve 15 acidentes, com 14 pessoas feridas e um atropelamento. Já no ano passado, foram 16 acidentes com 11 feridos. Não houve óbitos nesta região em nenhum dos dois Carnavais.

“O que chama atenção foi o aumento dos casos de embriaguez ao volante, de imagens de radar e das autuações. Embora tenhamos feito orientações anteriores, percebemos que durante o Carnaval as pessoas exageram na condução e extrapolam o limite de velocidade nas rodovias. Por isso, continuaremos ampliando as operações tanto com etilômetro quanto com os radares móveis para levar conscientização ao usuário da via. Por outro lado, comemoramos o fato de nenhuma pessoa ter perdido a vida em acidentes de trânsito no litoral”, disse o tenente-coronel Zanatta.

O número de pessoas que precisaram fazer o teste etilométrico foi menor que no feriado do ano anterior: 232 aferições contra 327 em 2016. Em compensação, mais pessoas foram flagradas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas nas rodovias estaduais litorâneas (14) das quais seis foram presas, número maior que o registrado no Carnaval anterior, quando foram 11 flagrantes e quatro detidos.

“Nós aplicamos nosso pessoal principalmente nos pontos de estrangulamento onde há diminuição de velocidade por conta do congestionamento do retorno dos veranistas para a Capital e Interior do estado. Reforçamos a utilização de radares móveis em vários pontos das rodovias para evitar abusos, pois percebemos um aumento de excesso de velocidade no Litoral e isso pode acarretar, além de acidentes, maior gravidade nessas situações”, disse o Comandante da 1ª Companhia do BPRv, capitão Idevaldo de Paula Cunha Júnior.

Durante as abordagens e fiscalizações, houve a retenção de 18 veículos que possuíam pendências administrativa, os quais foram recolhidos ao pátio até que os proprietários resolvessem as questões para a retirada do bem. Ainda no campo das autuações, foram emitidas 306 autos de infração de trânsito e 2.032 imagens de radar por excesso de velocidade. Já no ano passado, foram 1707 imagens de radar e 84 autuações de infrações de trânsito.

Texto e foto: SESP-PR

Compartilhe: