Recusa de venda de remédio seria motivo de homicídio

logo-crime2

As polícias de Cianorte estão em diligências pela região cianortense procurando por um homem de 29 anos de idade que atirou na própria mãe, matou um farmacêutico e fugiu numa motocicleta no final da tarde de hoje (12), no Jardim Atlântico. Segundo informações da Polícia Militar, o assassino teria ido até a Farmácia Atlântida de manhã comprar um medicamento controlado, mas estava sem receita médica. O farmacêutico teria se recusado a vender, conforme determina a legislação.

O homem voltou para casa e disse que iria matar o funcionário. A mãe teria tentado impedir o crime e foi baleada na cabeça. Em seguida o homem foi até a farmácia e cometeu o assassinato. O autor dos crimes teria surtado, já teria sido internado no Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) e foi preso em 2016 por roubo de uma bolsa de uma mulher. Esse foi o quarto assassinato do ano em Cianorte.

A vítima é Anderson Rodrigo Anibal, 29 anos, que estava trabalhando na Farmácia Atlântida quando foi morto com um tiro na cabeça. O criminoso é procurado por várias equipes policiais por toda a cidade para evitar novos crimes já que o assassino está armado e pode atirar em mais pessoas. O assassino usou uma espingarda de calibre .24 nos crimes. Ele tem cor de pele clara, cabelos escuros curtos e fugiu numa Honda CG 125 de cor vermelha.
A mãe estava internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa até o começo da noite. Ela passou por cirurgia na cabeça.

DADOS
Esse foi o quarto homicídio registrado em 2017, sendo que em todos os casos as vítimas foram mortas com tiros. No ano passado foram registrados 13 assassinatos em Cianorte. Em 2015 foram sete mortes e em 2014 foram nove assassinatos. Confira os assassinatos de 2017 em Cianorte:
– o primeiro caso foi registrado no dia 21 de janeiro, quando um homem de 24 anos foi morto com dois tiros, na praça da rodoviária;
– o segundo caso aconteceu no dia 10 abril quando um homem 22 anos foi morto com quatro tiros, na  avenida Maranhão;
– também em abril, no dia 30, um jovem de 18 anos foi morto com cerca de dez tiros, na rua Nazaré;
– dia 12 de julho , farmacêutico de 29 anos foi morto com um tiro na cabeça por cliente após se recusar a vender remédio sem receita.

Texto: Juliano Secolo e Andye Iore / Folha de Cianorte
Com informações do Dia a Dia Notícias Online e Banco de Dados da Folha de Cianorte

Compartilhe: