Quadrilha que assaltava ônibus no interior é presa em operação

quadrilha-abril

Após dois meses de investigação, uma quadrilha de assaltantes foi desmantelada ontem (17), em Arapongas, no Norte do Paraná. Especializados em roubos a ônibus de sacoleiros e outros crimes, quatro homens acabaram presos após nova tentativa de assalto. Eles foram detidos após perseguição de equipes da Polícia Civil de Maringá, em conjunto com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Na fuga, os indivíduos capotaram o carro roubado usado no crime. Com eles foram apreendidos um revólver e três pistolas, além de coletes balísticos e balaclava.

A Polícia Civil de Maringá começou a monitorar os criminosos há dois meses, após registros de alguns roubos a ônibus, especialmente na região de Floresta e Mandaguari. Violentos, segundo a polícia, os bandidos costumavam abordar os ônibus que seguiam sentido Ciudad del Este, no Paraguai, e atirar contra os veículos para intimidar os motoristas e forçá-los a parar. Após roubar dinheiro e pertences, os criminosos prendiam as vítimas nos bagageiros dos ônibus.

“Passamos a identificar possíveis autores e começamos acompanhar pessoas e veículos que poderiam ser usados nos crimes. Tínhamos a informação de um dos carros que estariam sendo usados e passamos a monitorar uma região em que há a redução de velocidade dos ônibus”, explicou o delegado Leandro Roque Munin. “Então, os criminosos tentaram roubar um ônibus e iniciou-se a perseguição. Eles perderam o controle, capotaram o carro e foram presos”, completou. Além dos policiais civis e da PRE, também participaram da ação polícias militares do serviço reservado, da Rotam e Canil.

Os bandidos foram levados para o hospital, mas apenas um deles continuou hospitalizado sob escolta policial. Como a prisão se deu na região de Arapongas, eles foram encaminhados à Delegacia da cidade para a lavratura do flagrante e serão autuados por associação criminosa, porte de arma e tentativa de roubo.

Além disso, serão indiciados por crimes investigados na cidade de Maringá. Os presos são de Sarandi e têm passagens pela polícia pela prática de crime de roubo e tráfico de drogas. Há a suspeita ainda de participação em um latrocínio em um assalto a ônibus na região de Campo Mourão.

A Polícia Civil vai realizar reconhecimentos faciais em relação a suspeita de outros roubos a ônibus e veículos. As investigações prosseguem para identificar outros integrantes e crimes praticados pela quadrilha.

Texto e foto: SESP-PR

Compartilhe: