Proximidade e comunicação agilizam trabalho do Paranacidade

Atenção máxima ao atendimento e a comunicação com as prefeituras são as opções feitas pelo Paranacidade, vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, para dar agilidade aos processos de análise e acompanhamento de projetos encaminhados pelos municípios. Mesmo com o trabalho à distância, conforme normas de combate à Covid-19.

De acordo com o gerente do escritório regional do Paranacidade de Guarapuava, Celso Silvestri, o resultado superou as expectativas iniciais. “Acredito que os prefeitos devem estar a par de todas as etapas e do status de cada processo. Por isso, informamos a eles por e-mail cada etapa realizada. Assim, os nossos técnicos, os técnicos das prefeituras e os próprios prefeitos têm o mesmo conhecimento, o que ajuda a acelerar os encaminhamentos e o trabalho todo”, explica.

Segundo Silvestri, estar sempre próximo, à disposição de quem demanda os serviços, é fundamental e ainda mais importante neste período em que o trabalho é realizado à distância. “Estamos sempre prontos para responder, para orientar, fazer as análises. A economia de tempo com deslocamentos e outras atividades inerentes ao trabalho presencial é revertida em maior produtividade. Estar próximo não é apenas estar ao lado, fisicamente, mas ficar à disposição e responder a todos com agilidade”, afirma.

RESULTADOS

A estratégia mostra resultados também em números. No período de 18 de março, dia em que teve início o atendimento remoto, até 24 de julho, o escritório regional de Guarapuava realizou 86 medições, com a liberação de R$ 16,.21 milhões para o pagamento de empresas contratadas pelas prefeituras para a execução d os projetos.

Entre as principais obras beneficiadas, estão centros culturais, de convivência de idosos, de desenvolvimento econômico e de referência em ação social; uma escola municipal, um terminal rodoviário intermunicipal e unidades Meu Campinho. Também há a aquisição de veículos e equipamentos rodoviários e a contratação de serviços, como o de elaboração de Plano Diretor Municipal.

No mesmo período, foram autorizados recursos para novos projetos. As prefeituras de 28 municípios receberam 57 autorizações para licitação de 78 ações, com o investimento de R$ 21,75 milhões.

As autorizações para homologação, documentos que autorizam as prefeituras a contratarem as empresas para a execução dos projetos, chegaram a 51, com a destinação de R$ 24,72 milhões, em benefício de 20 municípios. Todos os projetos são viabilizados com recursos do Tesouro do Estado e do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM) e de Contrapartida Municipal.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe:
Banner Edplants, Acesse