Promoção evita encalhe de produtos da Copa no comércio

comercio01A decepção pela desclassificação da Seleção Brasileira da Copa do Mundo de Futebol 2014 ainda não passou. Mas a precaução para evitar um grande encalhe no comércio já apareceu nos empresários cianortenses. Desde o começo da semana os produtos sobre a Copa do Mundo ou a Seleção Brasileira estão com descontos nas lojas de Cianorte. Alguns produtos tiveram redução em torno de 50% no preço.

Entre os destaques em descontos estão a camisa oficial da Seleção passou de R$ 229,90 para R$ 149,90. O moletom do Brasil caiu de R$ 69,90 para R$ 30. “Nem de graça eu quero uma camisa do Brasil. Foi a maior raiva que eu passei e a maior humilhação que já vi no futebol”, disse o auxiliar administrativo João Carlos Alves, sobre a desclassificação brasileira ao olhar a vitrine de uma loja com camisas do time de Felipão e comentar sobre os descontos.

A StopLar era uma das lojas que mais tinha produtos sobre a Copa do Mundo, como bandeira, chapéu, garrafa, corneta, entre outros, variando entre R$ 1,50 e R$ 9,90. Agora a loja retirou os produtos da vitrine e dá desconto de 20% aos interessados.

Na loja de roupas KayBem, no centro da cidade, há moletons e camisetas bem na entrada para ficarem mais à vista dos clientes. A jaqueta verde e amarela do Brasil caiu de preço pela metade do valor que era vendida até o último sábado.

Na Athletic Sport, que tem rede de lojas na região, também abaixou os preços dos produtos oficiais e fez campanha de mídia para anunciar as ofertas. No geral, os produtos que não tiverem saída com as promoções serão guardados para serem expostos novamente daqui dois anos nos XXXI Jogos Olímpicos que serão realizados entre os dias 5 e 21 de agosto de 2016. No Rio de Janeiro.

RESSACA – O efeito da desclassificação na Copa do Mundo também foi sentido nas ruas. Há menos carros com bandeiras e enfeites do Brasil. Porém, ainda há algumas bandeiras decorando casas e apartamentos.

Em Curitiba, o comércio também sentiu uma queda pela desclassificação da Seleção Brasileira e pelo horário de fechamento mais cedo das lojas. A Associação Comercial do Paraná (ACP) divulgou que houve uma queda de 14% nas vendas do comércio no mês de junho.

Texto e fotos: Andye Iore

comercio02

Compartilhe: