Projeto para terceiras faixas na PR-323 atrai 11 empresas

A Superintendência Regional Noroeste do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) abriu nesta quarta-feira (09) as propostas técnicas de 11 empresas interessadas em elaborar o projeto de implantação e adequação de terceiras faixas na PR-323 e PR-272. Elas serão construídas em 47 dos 63 quilômetros entre Umuarama e Francisco Alves, na região Noroeste do Paraná. Curitiba, 09/05/2018. Foto: Ivan Bueno/SEIL

A Superintendência Regional Noroeste do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) abriu nesta quarta-feira (09) as propostas técnicas de 11 empresas interessadas em elaborar o projeto de implantação e adequação de terceiras faixas na PR-323 e PR-272. Elas serão construídas em 47 dos 63 quilômetros entre Umuarama e Francisco Alves, na região Noroeste do Paraná.

De acordo com a secretário de Estado de Infraestrura e Logístiva, Abelardo Lupion, este tipo de licitação costuma ter poucos participantes, mas o cenário econômico no resto do país tem atraído para o Paraná empresas interessadas em realizar projetos e obras de engenharia. Com isso, quase triplicou o número de propostas apresentadas.

Nós fizemos nosso dever de casa e agora somos referência como bons pagadores. Tanto é que, além das paranaenses, empresas de São Paulo, Minas Gerais e até um consórcio com capital francês demonstraram interesse em mais esta modernização da PR-323”, destaca o secretário.

O Governo do Estado vai investir R$ 3,2 milhões neste projeto e a vencedora terá 270 dias para executar os estudos para a implantação de terceiras faixas no trecho final da PR-323, entre Umuarama e Iporã, e na PR-272, até Francisco Alves.

As terceiras faixas em Umuarama fazem parte de um pacote de onze ações para a PR-323 em 2018. O Governo do Estado vai investir mais de R$ 240 milhões em obras e projetos para os 216 quilômetros entre Paiçandu e Francisco Alves”, salienta Lupion.

O PROCESSO

Após a análise das propostas pela comissão de licitação, serão publicadas as notas técnicas no Diário Oficial, com peso de 70% na composição do resultado final.

Pela lei, os participantes terão prazo de cinco dias úteis para apresentar recursos administrativos. Na sequência, será marcada a data de abertura das propostas de preços, que representarão 30% da nota final. Na terceira etapa da licitação, de habilitação, o DER-PR analisará se os documentos apresentados pelos concorrentes atendem aos requisitos do edital.

DUPLICAÇÕES

Desde o começo deste mês o DER-PR está recebendo propostas para empresas interessadas em participar do edital de licitação para a primeira etapa de duplicação da PR-323, no trecho entre Paiçandu e Doutor Camargo.

O Governo do Estado investirá R$ 100 milhões no trecho de 20,7 quilômetros da rodovia, incluindo também a construção de um viaduto e duas trincheiras. Até junho será lançado o edital para contratar a duplicação de 4,2 quilômetros entre o Trevo Gauchão e Mariluz, em Umuarama. Esta obra, orçada em R$ 30 milhões, tem previsão de conclusão em 18 meses.

MAIS OBRAS

Ainda para Umuarama, está prevista para o próximo mês a contratação de projeto para implantação de marginais no trecho já duplicado de três quilômetros do perímetro urbano da cidade, orçado em R$ 300 mil. Também até o próximo mês está programada a publicação do edital para construção do viaduto de acesso ao município de Iporã, estimado em R$ 3,9 milhões.

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

Compartilhe: