Programa Leite das crianças completa 16 anos com 93,4% de aprovação pelos beneficiários

O Programa Leite das Crianças, que hoje atende diariamente aproximadamente 120 mil crianças no Paraná, completou 16 anos de existência. O programa contribui para a prevenção da desnutrição infantil, fomento da bacia leiteira, promoção do desenvolvimento local e para a geração de renda aos agricultores familiares.

Os técnicos da SEAB realizaram pesquisa a campo, diretamente com os beneficiários, com amostragem de 1.351 mães que mostrou índice de satisfação de 93,4%. As mães consideram o leite oferecido indispensável na alimentação dos seus filhos.

Segundo o Chefe da Secretaria de Agricultura do Estado e do Abastecimento (SEAB) e Coordenador do Programa na AMENORTE, Francisco Cascardo Neto,, são beneficiadas com a entrega do leite, diariamente, cerca de 1700 famílias carentes, que corresponde a aproximadamente 55 mil litro mensais.

Segundo Cascardo, o programa, de forma simultânea, consolida as bacias leiteiras locais e regionais do Paraná, estimulando a organização a qualificação dos produtores, incrementando a produção e geração de renda e promovendo a manutenção de empregos no campo.

“Nosso governador Ratinho Junior é sensível ao Programa e não tem medido esforços para melhorar a estrutura do programa, com investimentos vultuosos, somente na regional de Cianorte são investidos mensalmente cerca de R$ 150 mil reais”, completa Cascardo.

É importante destacar que participam diretamente do Programa as Secretarias de Estado da Saúde, Agricultura e do Abastecimento, da Educação, e da Justiça, Família e Trabalho.

O Chefe do Núcleo Regional da Educação, Emerson Tolentino de Matos, explica que o programa é bastante complexo e multidisciplinar, necessitando da participação de várias secretarias para o seu sucesso. “O programa tem por princípio a intersetoriedade entre secretarias de Estado e funciona por meio da articulação entre elas. O processo começa lá no campo com a assistência técnica ao pequenos produtores que fornecem o leite as usinas, este processo passa pelo controle de qualidade dos Serviços de Inspeção, processo comandado pela SEAB, os beneficiários são entrevistados e cadastrados pela Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, e as crianças passam mensalmente pelo controle nutricional realizado pela Regional de Saúde e, além disso, o leite é entregues nas Escolas, trabalho do Núcleo Regional de Educação”, destaca.

Segundo Emerson, sem o envolvimento de dezenas de servidores destas Secretarias não seria possível efetivar o programa, que, tem funcionado perfeitamente na nossa Região.

A Diretora da 13ª Regional de Saúde Adriana Gonçalves Guimarães, informa que Relatórios emitidos em dezembro de 2018 pela Secretaria de Estado da Saúde comprovam que 90,6% das crianças beneficiárias estão com peso adequado para a idade.

As crianças cadastradas no Programa tem acompanhamento clínico e nutricional, sendo pesadas mensalmente e, quando verificado distúrbios nutricionais encaminhado para acompanhamento médico. Segundo Adriana, “O grande diferencial do programa é a adição do complexo vitamínico e de minerais, que é fundamental para o combate à desnutrição infantil, contribuindo para a redução da pobreza extrema, dos distúrbios nutricionais e da mortalidade infantil, fortalecendo a puericultura e a nutrição saudável”.

Todo o processo tem participação da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, que tem a frente na AMENORTE Adriana Macedo Aguila. “Para a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho o Programa Leite das Crianças representa uma ação de assistência social, que visa tanto atender às famílias com filhos entre 6 e 36 meses, em situação de vulnerabilidade, quanto o fomento e incremento das atividades da agricultura familiar, propiciando melhor qualidade de vida no campo e na cidade, reduzindo as desigualdades sociais”.

Aguila também desta que é feito um forte trabalho assessorando os Centros de Referência de Assistência Social – CRAS e os Centros de Referências Especializados de Assistência Social – CREAS, os operadores do CADUNICO e os gestores municipais de assistência social sobre as normas do Programa Leite das Crianças.

O Gerente do Programa Leite das Crianças, servidor da SEAB, Adalberto Scotini, alerta que tem direito ao programa famílias com crianças de 6 a 36 meses que estiverem inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais, o CADÚNICO, com renda familiar per capita de meio salário mínimo regional.

Segundo Adalberto, os interessados devem, primeiramente, comparecer aos órgãos de Assistência Social do Município, o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) no Centro Social Urbano, tanto nos Seis Conjuntos como na Avenida Goiás, para obter a Folha Resumo do Cadastro Único para Programas Sociais – CADUNCO e depois procurar a SEAB na Avenida Dr. Furquim de Castro 185, com a Folha resumo do CADUNICO, juntamente com um documento pessoal com foto, certidão de nascimento da criança.

Segundo Scotini, Cada família terá direito ao cadastramento de até 02 (duas) crianças de cada vez para recebimento do benefício

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Escritório Regional da SEAB em Cianorte

Compartilhe: